‘Renato Russo – O Musical’ chega ao Teatro Dulcina para temporada popular: ingressos a partir de R$ 10

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Bruce Gomlevsky como Renato Russo: o musical solo estreou em 2006 Foto: Guga Melgar/Divulgação

Desde que estreou em 2006, “Renato Russo – O Musical”, segundo a produção, já foi assistido por mais de 500 mil pessoas. Ou seja, bastante gente! Mas caso você não esteja neste numeroso grupo de meio milhão de espectadores, mesmo que sempre quisesse conferir o espetáculo em homenagem ao ex-líder da Legião Urbana, acalme-se, pois mais uma chance vem aí. Estrelado e produzido por Bruce Gomlevsky, o musical reestreia no Teatro Dulcina, no Centro, nessa quinta-feira (15), às 19h.

E a notícia que já é boa para os fãs do músico, pode ficar melhor ainda! Principalmente para quem não pretende mexer muito no bolso. As entradas para esta nova temporada estão sendo vendidas a preços populares: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Dirigido por Mauro Mendonça Filho e escrito por Daniela Pereira de Carvalho, o musical – que foi indicado em três categorias  do Prêmio Shell 2006, faturando como Melhor Direção – ficou em cartaz até 2010, quando fez um recesso, já que o protagonista tinha o desejo de encarar novos desafios. Seis anos depois, porém, retornou com fôlego – graças ao desejo de Bruce de levar a obra de Renato às novas gerações – e começou a emendar temporadas Brasil afora, acumulando mais apresentações e espectadores.

O musical – que estreou num 11 de outubro, exatamente 10 anos após a morte de Renato – possui duas horas de duração, ao longo das quais Bruce Gomlevsky mistura dramaturgia e música. Caracterizado como o cantor e compositor, ele recorda passagens importantes do homenageado como a juventude “punk”; os dois anos sobre uma cadeira de rodas; a fundação da primeira banda, o Aborto Elétrico; uma grande confusão num show em Brasília; os problemas com drogas e um relacionamento homoafetivo.

Já no repertório musical, executado ao vivo pela banda Arte Profrana, que acompanha o espetáculo desde a estreia há 13 anos, estão clássicos como “Eduardo e Mônica”, “Vento no Litoral”, “Tempo Perdido” e muitos outros.

PUBLICIDADE