Perfis: no Oi Futuro com o infantil ‘Pangeia’, João Velho comenta ‘resposta imediata’ do público mirim; assista

Luiz Maurício Monteiro

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

João começou no teatro aos 18 anos Foto: Arquivo pessoal

Em 2004, João Velho era apresentado ao grande público como o jovem Catraca, integrante polêmico da Vagabanda, grupo musical fictício que marcou a temporada daquele ano da novelinha “Malhação” (TV Globo). Desde então, o ator carioca, hoje com 35 anos, passou a emendar um trabalho no outro, tanto na TV quanto no teatro, onde, garante, já perdeu as contas de com quantos espetáculos já se apresentou. No entanto, apesar de já contar com certa rodagem, ele admite que vez ou outra ainda se depara com novos desafios, como é o caso do infantil “Pangeia”, seu trabalho atual.

Em entrevista para o quadro “Perfis”, da Rio Encena TV (increva-se aqui), João – filho do atores Paulo César Pereio e Cissa Guimarães – comentou que a grande diferença entre os públicos adulto e infantil é que a reação da criançada costuma chegar mais rápido ao palco.

— A criança sempre tem uma resposta imediata. Você tem que estar preparado. A criança não tem as amarras sociais. Ela fala o que ela pensa, ela fala o que ela quer — constata João que, na peça, forma com a atriz Priscila Maia a dupla de investigadores da CDF (Central de Ficções), responsáveis por apresentar ao público objetos dos famosos contos do Irmãos Grimm, como “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho”, entre outros.

Confira a entrevista na íntegra no vídeo abaixo:

 

PUBLICIDADE