PERFIS: com mais de 40 peças no currículo, diretor Daniel Herz avalia carreira e mira clássico de Shakespeare

Luiz Maurício Monteiro

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O diretor Daniel Herz Foto: PH Costa Blanca/Divulgação

Presença – seja como diretor, ator, autor ou produtor – em mais de 40 espetáculos, além de figura fundamental na fundação de uma das companhias teatrais mais representativas do Rio de Janeiro. Aos 55 anos, sendo 37 de carreira, Daniel Herz ostenta um currículo de respeito. Nada, porém, que o coloque numa zona de conforto, já que ainda alimenta o objetivo de montar um clássico de um dos maiores dramaturgos da história.

Desde antes de 1992, quando ajudou a fundar a Companhia Atores de Laura – numa menção à Laura Alvim, que fora proprietária do imóvel onde hoje funciona centro cultural homônimo em Ipanema – vem acumulando seguidas produções – mas a maioria, claro, com o grupo. Ao longo de todo este tempo, como conta na seção “Perfis”, da RIO ENCENA TV, Daniel, que está em cartaz na própria Casa de Cultura Laura Alvim com a direção do solo “Cálculo Ilógico”, acumulou trabalhos que considera sucessos, como “Absurdo”,  fracassos, como “O Julgamento”, mas jamais pensou em deixar os palcos. Pelo contrário! Está em seus planos desenvolver uma versão de “Rei Lear”, de William Shakespeare (1564-1616).

— É um projeto que eu tenho muito claro que eu quero fazer um dia — revela o diretor, falando um pouco mais sobre a carreira e pontos de vista no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE