‘Marlene Dietrich – As Pernas do Século’, peça musicada sobre a diva alemã do cinema, reestreia no Prudential

Do Rio Encena

Sylvia Bandeira interpreta a protagonista Marlene Dietrich Foto: Divulgação

Muito se fala em Marilyn Monroe (1926-1962), mas o cinema hollywoodiano da primeira metade do século XX não se fez de apenas uma diva. Nos telões, mas também em festas, jantares e noticiários, outras grandes atrizes da época causavam furor no público e na imprensa. Uma delas, por exemplo, foi Marie Magdelene Dietrich von Losch, mais conhecida como Marlene Dietrich (1901-1992), que voltará a ter sua trajetória contada nos palcos do Rio de Janeiro com a nova temporada de “Marlene Dietrich – As Pernas do Século”, que reestreia nessa sexta-feira (13), às 21h, no Teatro Prudential, na Glória – confira imagens do espetáculo no fim da página.

Na biografia musicada, que fez sua estreia nacional em 2010 e desde então vem emendando seguidas temporadas, cabe a Sylvia Bandeira o papel da atriz e cantora alemã que se notabilizou mundialmente não apenas pela carreira de sucesso, ao longo da qual acumulou mais de 50 longa-metragens, mas também pela intensa vida amorosa, que incluiu relacionamentos com escritores, músicos, diretores e atores. Entre seus romances, estão Burt Bacharach, Frank Sinatra e Cole Porter, entre outros.

Inclusive, é esta veia conquistadora da diva o gancho para o espetáculo escrito por Aimar Laback, dirigido por William Pereira e apresentado também pelos atores Marciah Luna, José Mauro Brant e Maurício Baduh. Em cena, Sylvia interpreta uma Marlene Dietrich já bem idosa, prestes a completar 90 anos de idade. A idade avançada, porém, não a impede de seduzir um jovem que jamais ouviu falar de sua figura. Suas armas para envolvê-lo, contudo, não são mais a beleza e as famosas pernas de outrora, mas, sim, o charme e uma memória ainda bem ativa.

Neste jogo de sedução, Dietrich conquista o rapaz narrando sua trajetória e o fascina por ter sido testemunha e personagem de alguns dos acontecimentos mais marcantes do século XX, como o surgimento do nazismo na Alemanha dos anos 1920; o glamour de Hollywood dos anos 30 a 50;  sua experiência no front da Segunda Guerra Mundial; as apresentações musicais por diversos palcos do mundo a partir dos anos 70.

PUBLICIDADE