Drama ‘Bestas Urbanas’ chega ao CCJF refletindo sobre questões sócio-políticas e suas consequências

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O espetáculo fica em cartaz até o fim de junho Foto: Júlio Ricardo/Divulgação

Até que ponto a grande política afeta e é afetada pelas pequenas relações dentro de uma sociedade? Tal questionamento é o ponto de partida do espetáculo “Bestas Urbanas”, que estreia nesse sábado (11), às 19h, no Centro Cultural Justiça Federal, na Cinelândia. Com texto de Francisco Ohana e direção de Andrêas Gatto, a montagem encena situações que retratam questões políticas e suas consequências para o cidadão.

A peça – primeira criação da Bestas Urbanas Cia. de Teatro – é sobre como a engrenagem aniquila as subjetividades, mas como, ao mesmo tempo, as subjetividades não se cansam de sobreviver e se produzir — observa o dramaturgo.

O caseiro que derruba um ministro de Estado; o tenor que se torna taxista e comete um ato desmedido; a família de um político sitiada pela multidão. Estes são alguns dos momentos que a peça utiliza para mostrar personagens imersos numa realidade violenta e desejante, em busca da própria humanidade. Assim, é proposta a reflexão aos espectadores se as pessoas que compõem a sociedade seriam as bestas mencionadas no título.

“Bestas Urbanas” fica no CCJF até 30 de junho, com apresentações também aos domingos, no mesmo horário das 19h. Os ingressos custam R$ 30 (inteira).

PUBLICIDADE