‘Crimes Delicados’ reestreia no Rio após três anos falando de abuso de poder em temporada no Teatro Petra Gold

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Daniel Dantas (E), Well Aguiar e André Junqueira contracenam na peça Foto: Divulgação

O espetáculo “Crimes Delicados”, que estreou nos palcos cariocas em 2017, está de volta. A nova temporada acontece no Teatro Petra Gold, no Leblon, e começa nesse sábado (18), às 17h, com novidade em cena. No elenco totalmente masculino dirigido por Marcus Alvisi, os atores André Junqueira e Well Aguiar ganham a companhia de Daniel Dantas, que substitui Bernardo Schlegel no papel da empregada Efigênia, que está na mira dos patrões.

Hugo e Lila, personagens de Well e André, respectivamente, representam o abuso de poder na trama escrita por José Antônio Souza. Entre cenas costuradas com humor, drama e suspense, eles, obstinados por este desejo de mandar, decidir e ordenar, creem que são imputáveis a ponto de planejarem o assassinato da empregada, que consegue resistir a tais ataques.

— Parece uma temática interminável. Uma comédia vertiginosa sobre a manipulação do poder em seus meandros mais obscuros. Inclusive o poder de matar. Entretanto, paradoxalmente, trata-se de um texto solar. Essa ambiguidade entre luzes e sombras faz de “Crimes Delicados” uma joia da literatura dramática brasileira. Uma peça com matizes quase surrealistas e a precisão cirúrgica em seus diálogos, inspirado, talvez, no melhor de (autores como) Ionesco, Beckett, Guelderode e Arrabal. Tudo isso está misturado nesta peça, mas não se iludam: é radicalmente José Antônio de Souza — complementa o diretor Marcus Alvisi.

PUBLICIDADE