Companhia catarinense traz ao Teatro Cesgranrio monólogo em prol da natureza

Por:

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O ator Samuel Paes de Luna em cena no espetáculo Foto: Tiago Amado/Tamires de Lara

Levar ao público uma mensagem de pertencimento, valor à terra e amor à natureza. Esta é a proposta de “O que só Passarinho Entende”, solo protagonizado pelo ator Samuel Paes de Luna, que estreia no dia 06 de março (sexta), às 20h, no Teatro Cesgranrio, no Rio Comprido. Projeto da Companhia Cobaia Cênica, de Rio do Sul (SC), o  espetáculo segue em cartaz até 29 do mesmo mês, com sessões também aos sábados, no mesmo horário das 20h. e domingos, às 19h.

Com texto de Agatha Duarte e direção de Thiago Becker, Samuel leva à cena a história de uma personagem que vive no Vale do Jequitinhonha, no interior do estado de Minas Gerais. A esta trajetória, ele agrega suas próprias memórias de onde nasceu: Limoeiro, no interior de Pernambuco.

Inspirada no livro “Contos Negreiros” de Marcelino Freire – o mesmo que deu origem ao espetáculo “Contos Negreiros do Brasil” – “O que só Passarinho Entende”, que estreou em 2018 na Feira do Livro de Rio do Sul, fala sobre um cotidiano simples e faz uma série de questionamentos a respeito dos reais valores do ser humano, daquilo que é essencial para se estar em harmonia com o local onde se vive e as pessoas ao redor e, por fim, do comportamento do homem contemporâneo.

PUBLICIDADE