Cia. Cerne promove mesa de debate sobre João Candido e apresenta cena de nova peça; entrada é franca

Por:

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Elenco da Cia. Cerne ensaia o espetáculo “Turmalina 18 – 50” Foto: Divulgação

A Cia. Cerne promove nessa sexta-feira (27) a mesa de debates “As pedras pisadas no cais – João Cândido e as histórias sufocadas do Rio de Janeiro”. O evento, que acontece às 16h na Casa Porto, no bairro da Saúde, dá continuidade a uma série de atividades programadas pelo grupo com a proposta de discutir a importância de João Cândido (1880-1969), líder da Revolta da Chibata, no ano em que se completam cinco décadas de sua morte, além de aspectos do fazer teatral.

Está programada também a apresentação de uma cena de “Turmalina 18 – 50”, próximo trabalho da trupe, que retrata exatamente a trajetória do Almirante Negro, como ficou conhecido o ex-militar da Marinha de Guerra do Brasil. A entrada para a atividade é franca (confira o serviço no fim da página).

Fundada em 2013 em São João de Meriti, na Baixada Fluminense (RJ), a Cia. Cerne vai debater grupos, fatos e histórias da cidade do Rio de Janeiro que consideram vir sendo sufocados ao longo dos anos por versões oficiais e pelo que chamam de “projeto de apagamento de culturas e tradições populares”.

Para a mesa, a cia. convidou Luiz Antonio Simas, historiador e escritor de livros como “Pedrinhas miudinhas: ensaios sobre ruas, aldeias e terreiros” (Mórula Editorial, 2013) e “Almanaque brasilidades” (Babilônia Cultura Editorial); e Julia Santos, analista cultural do SESI Rio, que vem realizando um trabalho importante de abrir espaço para peças com temáticas ligadas às chamadas “minorias”.

SERVIÇO

Local: Casa Porto
Endereço: Largo São Francisco da Prainha, nº4 – Saúde.
Mais informações: (21) 99501-9062 e emailciacerne@gmail.com
Mesa de debate: Sexta (27) às 16h
Classificação: Livre
Entrada: Franca
Duração: 120 minutos
Capacidade: Não informada

* Segundo informações da produção

PUBLICIDADE