‘455 – Macbeth’, performance itinerante inspirada em tragédia shakespeariana, estreia no Flamengo

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O espetáculo é encenado em diferentes instalações do centro cultural Foto: Divulgação

Escrita, muito provavelmente, na primeira década do século XVII, a tragédia “Macbeth”, uma das mais famosas obras de William Shakespeare (1564-1616), vem sendo montada constantemente pelos teatros mundo afora desde então. E uma dessas montagens, intitulada “455 – Shakespeare”, estreia no Castelinho do Flamengo nessa segunda-feira (13), às 19h, carregando uma peculiaridade: de forma itinerante, as cenas serão apresentadas em diferentes cômodos do centro cultural municipal.

Com direção de Adriana Maia, a peça começa do lado de fora do Castelinho, onde os 14 atores interpretam um elenco teatral fictício que prepara-se para encenar a história do escocês Macbeth, que vai de general de guerra a rei trilhando um caminho de ambição desmedida, crimes, sangue e uma total falta de ética.

— Macbeth tem que se confrontar com a tentação de cometer um crime que ele sabe que é monstruoso, sabe que a ideia ultrapassa todos os limites da ética e da moralidade humanas, mas ainda assim prossegue dando asas ao seu plano macabro. Está sempre consciente de todos os seus atos, possui livre arbítrio, aceita a responsabilidade pessoal por suas escolhas, desvelando diante do espectador uma angustiante narrativa sobre a falha humana — analisa Adriana Maia, uma das idealizadoras do projeto.

O espetáculo é fruto de uma homenagem de artistas aos 455 anos do nascimento do autor inglês

A ideia inicial surgiu no ano passado quando o Grupo Shakespeare, coletivo de artistas cariocas, pensou em celebrar os 455 anos do nascimento do dramaturgo inglês- por isso o título da peça. Primeiramente, nasceu uma performance cênica que fez apresentações para convidados ainda no ano passado, antes de dar origem ao atual espetáculo.

PUBLICIDADE