‘Uma fantasia real’, diz Flávio Migliaccio sobre vida e carreira contadas em ‘Confissões de um Senhor de Idade’

Luiz Maurício Monteiro

Enquanto o ditado diz que a vida imita a arte, Flávio Migliaccio prova que pode fazer a arte ajudar a contar a vida. O veterano ator está em cartaz no Centro Cultural Correios com “Confissões de um Senhor de Idade”, uma autobiografia teatral que em 90 minutos passa a limpo seus 82 anos de vida e 60 de carreira, período no qual fez mais de 70 filmes, mais de 40 trabalhos na TV e outros 40 no teatro. Além do extenso currículo, Flávio retrata também seu lado pessoal, sobre o qual ele garante contar apenas verdades no palco. Embora, o próprio admita que se surpreende às vezes ao olhar para trás.

– Eu falo: “Será que eu fiz isso mesmo?” E aí descubro que fiz. Apesar de ser uma autobiografia, de o Flávio ser o personagem, tem um pouco de fantasia ali. Mas é uma fantasia que eu tenho certeza que existiu (risos). Aquela fantasia real – brinca o ator, no quadro “Quem Encena”, do canal do Youtube RIO ENCENA TV (para se inscrever, clique aqui).

No bate papo, Flávio recordou também o início no Teatro de Arena de São Paulo, onde diz ter “começado do zero”, se disse pleno com os trabalhos realizados e explicou porque deixou algumas passagens de sua vida e carreira de fora do espetáculo. Assista à entrevista na íntegra abaixo:

PUBLICIDADE