Tuca Andrada volta a interpretar Orlando Silva em curtíssima temporada no Teatro Ipanema

Do Rio Encena

Este é o segundo trabalho de Tuca Andrada interpretando Orlando Silva Foto: Aline Macedo/Divulgação

Este é o segundo trabalho de Tuca Andrada interpretando Orlando Silva Foto: Aline Macedo/Divulgação

“Carinhoso”, “Lábios Que Beijei”, “Aos Pés da Cruz” e outros 15 clássicos de Orlando Silva (1915-1978) estão no repertório do show “Orlando Silva – Nada Além” que entra em cartaz no primeiro sábado de maio (07), às 20h30, no Teatro Ipanema. Com Tuca Andrada mais uma vez na pele do “Cantor das Multidões”, direção artística de Inez Viana e direção musical de Marcelo Alonso Neves, o espetáculo fica em cartaz somente até 29 do mesmo mês, com sessões também aos domingos, às 19h30, e ingressos a R$ 50 (inteira).

No palco, Tuca interpreta as canções de Orlando Silva acompanhado de cinco músicos: Berval Moraes (contra baixo), João Bittencourt (piano e acordeon), Cassius Theperson (bateria), Caio Cezar Sitonio (violão) e Rodrigo Revelles (sax alto e flautas). Além disso, o ator e cantor, de 51 anos, ainda troca algumas palavras com a plateia, ratificando a importância de Orlando para a música brasileira e de sua influência para outros artistas de renome como Lúcio Alves, Ciro Monteiro, João Gilberto e Caetano Veloso.

– O cara gravou tudo de melhor. Estou contente por prestar essa homenagem e mostrar o Orlando pelos olhos do Tuca. Esse show é uma demonstração de paixão pelo Brasil, de amor pelo nosso país. Em um momento em que estamos precisando muito disso – resume Tuca, que, antes deste trabalho, já havia interpretado o cantor no musical “Orlando Silva – O Cantor Das Multidões”, em 2004.

REPERTÓRIO

A Jardineira – Benedito Lacerda e Humberto Porto
Abre a janela – Arlindo Marques Junior e Roberto Roberti
Meu consolo é você – Nassara e Roberto Martins
Preconceito – Marino Pinto e Wilson Batista
Curare – Bororó
Sertaneja – Rene Bitencourt
Magoas de caboclo – J. Cascata e Leonel Azevedo
Lábios que beijei – J. Cascata e Leonel Azevedo
Carinhoso – João de Barro e Pixinguinha
Súplica – Deo, Jose Marcilio e Otavio Gabus Mendes
Nada Além – Custódio Mesquita e Mário Lago
Rosa – Otavio de Souza e Pixinguinha
Dama do Cabaré – Noel Rosa
Errei Erramos – Ataulfo Alves
Aos pés da cruz  – Marino Pinto e Zé da Zilda
Atire a primeira Pedra – Ataulfo Alves e Mario Lago
Alegria – Assis Valente e Durval Maia
Céu Moreno – Uriel Lourival

PUBLICIDADE