Tragicomédia ‘Palhaços’ questiona sonhos e perspectivas de vida em curta temporada no Teatro Dulcina

Do Rio Encena

Cadi Oliveira e Bernardo Peixoto em cena de “Palhaços” Foto: Guilherme Dias/Divulgação

Um palhaço e um vendedor de sapatos num encontro divertido, mas também reflexivo. Este é o ponto de partida da tragicomédia “Palhaços”, que leva para o palco do Teatro Dulcina, no Centro, a realidade de muitas pessoas: a realização profissional, que mexe com questões como sonhos e perspectivas de vida. A peça, dirigida por Marcus Alvisi, estreia na próxima quarta-feira (09), às 19h, ficando em cartaz até 31/08, com sessões também às quintas, no mesmo horário.

A trama escrita pelo brasileiro Timochenco Wehbi (1943 -1986) acontece no camarim de um circo, onde o palhaço Careta, interpretado por Cadi Oliveira, recebe a visita de um espectador, o vendedor de sapatos Benvindo da Silva, papel de Bernardo Peixoto. Durante o encontro, o vendedor fala de seu sonho frustrado em se tornar um palhaço profissional, enquanto que o artista mostra um olhar diferente sobre a mesma questão, ou seja, a profissão que escolheu seguir.

Para imprimir um tom tragicômico ao espetáculo, Marcus Alvisi buscou inspiração em “Os Palhaços” (1970), clássico longa do italiano Federico Fellini (1920-1993).