Sobre temas tensos como alcoolismo e violência contra a mulher, ‘Para Onde ir’ volta à Casa de Cultura Laura Alvim

Do Rio Encena

O ator Yashar Zambuzzi é responsável também pela adaptação do texto Foto: Lu Valiatti/Divulgação

O drama “Para Onde ir” dá a largada na próxima semana para uma nova temporada na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, onde estreou há exatamente um ano. Com ingressos a partir de R$ 15 (meia), o monólogo reestreia no Espaço Rogério Cardoso – que fica em anexo – na sexta (23), às 19h. A temporada é curta, com sessões apenas até 18/03, também aos sábados, no mesmo horário, e domingo, às 18h.

O espetáculo marcou o debute de Viviani Rayes como diretora. E logo de cara, um desafio inusitado: dirigir Yashar Zambuzzi, próprio marido, que em cena, atua como se fizesse os espectadores de frequentadores do bar onde seu personagem desabafa sobre males que marcaram sua vida. Por exemplo, alcoolismo, desemprego, pobreza, miséria, violência contra a mulher, prostituição infantil, infanticídio e autodestruição.

Yashar é também o responsável pelo texto. Ele adaptou duas famosas obras da literatura mundial: “Crime e Castigo”, do russo Fiódor Dostoiévski (1821-1881); e “Uma Temporada no Inferno”, do francês Arthur Rimbaud (1854-1891). Além destas, há ainda uma homenagem à poesia do alemão Bertolt Bracht (1898-1956).

Tanto “Crime e Castigo”, como “Uma Temporada no Inferno” têm o personagem Marmieládov como protagonista. Em “Para Onde ir” – segundo projeto da Te-Un TEATRO, cia. fundada por Viviani e Yashar, juntos há 15 anos – o homem, após ser demitido, vai beber numa taberna, onde, tomado por culpa e desejo de redenção, decide compartilhar suas lamúrias.

PUBLICIDADE