‘Sobre nós’ não percorre um caminho claro

Péricles Vanzella

Péricles Vanzella

31 anos, é doutorando em Artes Cênicas pela Unirio, ator, sapateador e cantor.

Em cartaz no Teatro Vannucci, no Shopping da Gávea, “Sobre nós” aborda as relações a dois, em seus vários estágios. O espetáculo se organiza a partir da exposição de ideias para o espectador. Sem história, e onde raramente há diálogo, o formato acaba não envolvendo, e mesmo as formulações reflexivas não se alongam para além de provocações iniciais.

Apesar de interessante, a proposta não fica clara. A peça não é uma discussão teórica, seja direta (pois não desdobra ou aprofunda cada ideia) ou demonstrada por meio de uma narrativa, com personagens, etc. Não há uma história, nem uma tentativa de estabelecimento de uma linguagem nova, onde quer que seja. Em suma, é simpático ver as diversas formas encontradas para, cenicamente, expressar provocações reflexivas, mas acaba que ficamos esperando onde aquilo vai dar…

Não há cenário, o que parece estar de acordo com uma proposta que não visa dialogar com qualquer ideia de contexto, clima ou ambientação. Os figurinos são contemporâneos, com elementos que chegam a diferenciar os atores, mas que não caracterizam papéis, muito menos personagens (o que também parece estar de acordo com o que seria a proposta).

Os atores, que talvez pudessem colorir tudo, não estão bem. Transitam entre a neutralidade completa de quem apresenta uma proposição teórica (ok, flerta bem com o quadro geral) e rompantes de quem está emocionalmente muito envolvido com a situação, o que não faz sentido algum. Não há “situação” (nem em cena nem narrada pelos atores), logo, não há porque gritar ou gargalhar. É diferente do sorriso causado por uma ideia, e que em raros momentos é esboçado por dois atores.

Quem está saindo de um relacionamento talvez se envolva com o espetáculo, uma vez que as ideias apresentadas orbitam o tema.

Um abraço e até domingo que vem!
Dúvidas, críticas ou sugestões, envie para pericles.vanzella@rioencena.com.br.

PUBLICIDADE