Raquel Iantas leva ‘Irina’, solo baseado em suas memórias, ao Sesc Copacabana para curta temporada

Do Rio Encena

Raquel Iantas atua e ainda assina direção e dramaturgia no espetáculo Foto: Guga Melgar/Divulgação

Em três funções diferentes, Raquel Iantas estreia seu monólogo “Irina” nessa quinta-feira (05), às 21h, no Sesc Copacabana. Responsável pela direção ao lado de Mariah Valeiras, ela sobe ao palco para interpretar um texto próprio que resgata os afetos e o estado de espírito de sua infância, adolescência e juventude no Paraná das décadas de 60 a 80.

Em cena, Raquel compartilha com o público nove histórias independentes, que misturam realidade e ficção, sobre a menina solitária e imaginativa de uma família operária. No relatos, estão o drama de uma grave doença da mãe;  uma realidade que não a permitia sonhar; e a paixão pela arte.

– Irina, Irene, tem origem no nome grego eiréne, que quer dizer paz, “a que traz a paz”, ou “pacificadora”. Em tempos conturbados como o que vivemos, me agrada muito a intuição ter me levado a esse nome – explica a atriz.

Apesar de se tratar de um projeto pessoal, Raquel contou ainda com outros profissionais, além da codiretora Marian Valeiras. Após a finalização do texto, Aderbal Freire Filho, Eleonora Fabião e Marcio Abreu contribuíram com sugestões e ideias na concepção do espetáculo.

Com entrada a preços populares, entre R$ 7,50 e R$ 30, a curta temporada vai somente até o dia 29 deste mês. Nesta primeira semana, as sessões acontecem de quinta a sábado às 21h e domingo, às 20h. Já a partir da segunda semana, estes horários são mantidos, com o acréscimo da quarta, também às 21h.