Primeiro trabalho como diretor de Alexandre Borges, ‘Uma Pilha de Pratos na Cozinha’ reestreia em Ipanema

Do Rio Encena

Os atores Rodrigo Rosado e Silvana D’lacoc são os idealizadores do espetáculo Foto: Júlio Ricardo/Divulgação

Uma conversa entre amigos regada a muito rock n’ roll, drogas e bebidas. Assim é “Uma Pilha de Pratos na Cozinha”, que inicia sua mais nova temporada nesta terça-feira (13), às 19h, no Espaço Rogério Cardoso, anexo da Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema. Com texto de Mário Bortolotto, o espetáculo estreou aqui mesmo no Rio de Janeiro em 2014 marcando a estreia do ator Alexandre Borges como diretor teatral.

Borges estreou como diretor em 2014 com “Uma Pilha” Foto: Globo/Divulgação

A trama se passa num apartamento, onde mora Julio, um jovem avesso a relações com outras pessoas, que, enclausurado, assiste a uma pilha de pratos crescer na pia (assista a imagens da peça no fim da página). Em certo momento, apesar de preferir o isolamento, ele vê sua monotonia cotidiana ser quebrada com a chegada dos outros três personagens: Daniel, um amigo sanguessuga fracassado; Breno, o síndico do prédio e Cristina, ex-namorada de Júlio e doente terminal.

A partir daí, tiradas ácidas e sarcásticas tomam conta do bate-papo entre os quatro, que começam a questionar suas próprias vidas, ainda não que não se movam muito para mudar algo. Falando de vida e morte, eles levantam perguntas como “O que você faz com sua vida?” ou “existe certo e errado?”.

“Uma Pilha de Pratos na Cozinha” foi idealizada pelos atores Silvana D’Lacoc e Rodrigo Rosado, que integram o elenco. O espetáculo é uma homenagem ao grupo de teatro paulistano Cemitério de Automóveis criado por Bortolotto.

PUBLICIDADE