Prêmio Zilka Salaberry: ‘A Gaiola’ lidera lista de indicados a melhores da edição 2017

Do Rio Encena

‘Casa Caramujo’ e ‘A Gaiola’ foram duas das mais citadas na lista (Montagem com fotos de Guga Melgar e divulgação)

O Centro de Pesquisa e Estudo do Teatro Infantil (Cepetin) divulgou neste sábado (08) a lista de indicados do Prêmio Zilka Salaberry 2017. Nesta 11ª edição, um total de 22 espetáculos estão concorrendo nas 13 categorias, com destaque para “A Gaiola” que foi citada dez vezes, inclusive para Melhor Espetáculo. Em seguida, aparecem “Tão Tão”, com nove indicações; e “Casa Caramujo” e “Por que nem todos os dias são dias de Sol?”, com sete cada. A cerimônia de premiação está marcada para o dia 10 de agosto.

O Prêmio Zilka Salaberry, cujo corpo de jurados é formado por Carlos Augusto Nazareth, Diego Molina, Fabiana Valor, Leonardo Simões e Zé Helou, tem uma peculiaridade. A categoria Melhor Espetáculo premia separadamente peças montadas no Rio de Janeiro e em Niterói. Veja a lista completa abaixo:

Melhor Espetáculo – Rio de Janeiro
“A Gaiola”
“Casa Caramujo”
“Marrom, nem preto nem branco?”
“Por que nem todos os dias são dias de Sol?”
“Tão Tão”

Melhor Espetáculo – Niterói
“João e Maria”
“Memórias de um pequeno grande príncipe”
“Omi, do leito ao mar”
“Orfeu, o menino que sonhava em samba”
“Um conto de Fado Padrinho”

Texto
Adriana Falcão e Eduardo Rios – (baseado na obra de Adriana Falcão) “A Gaiola”
Gustavo Bicalho – “Por que nem todos os dias são dias de Sol?”
Pedro Henrique Lopes – “O menino das Marchinhas Braguinha para crianças”
Pedro Kosovski – “Tão Tão”
Renata Mizrahi – “Marrom, nem preto nem branco?”

Direção
Cacá Mourthé por “Tão Tão”
Duda Maia por “A Gaiola”
Gustavo Paso por “Casa Caramujo”
Gustavo Bicalho e Henrique Gonçalves por “Por que nem todos os dias são dias de Sol?”
Wanderson Rosceno por “Tagarelando”

Atriz
Bárbara Abi-Rihan por “Tagarelando”
Carol Futuro por “A Gaiola”
Julia Stockler por “Tão Tão”
Marcela Galvão por “Fabulices”
Priscila Assum por “Filhote de Cruz Credo”

Ator
João Lucas Romero por “Filhote de Cruz Credo”
Juliano Antunes por “O Fabuloso”
Marcio Nascimento por “Casa Caramujo”
Orlando Caldeira por “Boquinha… E assim surgiu o mundo…”
Pablo Áscoli por “A Gaiola”

Cenário
Cachalote Mattos por “O alfaiate de palavras”
João Modé por “A Gaiola”
Lídia Kosovski por “Experiência Yellow”
Lídia Kosovski por “Tão Tão”
Luciana Anselmi e Gustavo Paso por “Casa Caramujo”

Figurino
Fernanda Sabino e Henrique Gonçalves por “Por que nem todos os dias são dias de Sol?”
Flávio Souza por “A Gaiola”
Lidia Kosovski por “Tão Tão”
Luciana Alnselmi por “Casa Caramujo”
Valério Bandeira por “Omi- do leito ao mar”

Iluminação
Aurélio de Simoni por “Tra la lá”
Felipe Lourenço por “Tão Tão”
Paulo Cesar Medeiros por “Casa Caramujo”
Poliana Pinheiro e Rodrigo Belay por “Por que nem todos os dias são dias de Sol?”
Renato Machado por “A Gaiola”

Música
Trilha original e letra das músicas Rico Viana, Eduardo Rios e Adriana Falcão por “A Gaiola”
Trilha original André Poyart por “Casa Caramujo”
Direção musical Marcello Sader por “Um Conto de Fado Padrinho”
Direção Musical Pedro Nêgo por “Tão Tão”
Direção musical e arranjos Marcelo Rezende por “Tra la lá”

Produção
“Bita e a imaginação que sumiu” – Produtores Associados: Bianca de Felippes e Gabriel Bortolini
“A Gaiola” – Palavra Z Produções Culturais
“Por que nem todos os dias são dias de Sol?” – Artesanal Cia de Teatro
“Tão Tão” – MCM Produções Artísticas Ltda e O Tablado
“Tra-la-lá” – Diálogo da arte produções culturais

Menção Honrosa
“Jogo! – linguagem do clown” – pelo trabalho de experimentação, atuação e pesquisa; Grupo Bando de Palhaços
“Pé de cachimbo” – linguagem da dança – pela qualidade do espetáculo de teatro-dança dedicado ao público infantil; Vivá cia de teatro
Bruno Dante e Márcio Nascimento- linguagem de animação – pela excelência da confecção e manipulação(“Por que nem todos os dias são dias de Sol?”, da Artesanal Cia de Teatro)

Prêmio Especial
Pela atuação significativa por mais de uma década promovendo visibilidade e credibilidade de espetáculos infantis
Lucia Cerrone (JB)
Manya Milen (O GLOBO)
Ricardo Brito pela criação e coordenação do Prêmio Coca Cola de Teatro Infantil – fator determinante na qualidade do teatro para crianças

Homenagem Especial
Suely Franco pelo apoio incondicional ao Prêmio Zilka Salaberry, desde o lançamento até a décima edição, somando seu prestígio ao prêmio e ao teatro para crianças

PUBLICIDADE