Premiado musical ‘O Homem de la Mancha’ chega ao Rio de Janeiro para temporada no Teatro Bradesco

Do Rio Encena

O elenco do espetáculo é formado por 30 atores Foto: João Caldas/Divulgação

Dirigido por Miguel Falabella, um dos nomes mais influentes do teatro musical brasileiro, “O Homem de la Mancha” finalmente desembarca no Rio de Janeiro. Um ano após a temporadas premiadas em São Paulo, onde foi assistido por cerca de 100 mil pessoas, segundo a produção, o espetáculo estreia neste sábado (09) no Teatro Bradesco Rio, na Barra. Adaptação musical do clássico Dom Quixote, do espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616), a montagem segue em cartaz até 27 de julho.

Na capital paulista, “O Homem de la Mancha” – versão de Falabella para o original da Broadway de 1965 do norte-americano Dale Wasserman  – foi destaque em algumas premiações. No Prêmio Apca (Associação Paulista de Críticos de Arte) de 2014, venceu como Melhor Ator (Cleto Bacic) e Melhor Espetáculo. No mesmo ano, foi eleito Melhor Musical pelo Júri de Críticos da Folha de São Paulo e pelo Prêmio Aplauso Brasil. Já em 2015, recebeu os prêmios Bibi Ferreira de Melhor Musical nas categorias Voto do Júri e Voto Popular.

Autran, Bibi e Grande Otello na versão de 1972 Foto: Reprodução/Internet

Com Cleto Bacic – nos papéis de Miguel de Cervantes e Dom Quixote de la Mancha – encabeçando um elenco de 30 atores, o espetáculo apresenta o poeta, ator de teatro e coletor de impostos Cervantes, que acaba internando num manicômio no fim dos anos 50. A partir deste fato, o musical narra diversos momentos que levam à história de D. Alonso Quijana, um fazendeiro tomado pela loucura que imagina ser D. Quixote, o Senhor de La Mancha, um Cavaleiro Errante, que só pensa em embarcar em aventuras para combater o mal, proteger os indefesos e praticar o bem.

Com a companhia de 16 músicos, o elenco encena esta trama através de 27 números musicais. Num deles, está a música “O Sonho Impossível”, considerado um dos maiores ícones da história do teatro musical.

Esta é a segunda montagem de “O Homem de la Mancha” no Brasil. A primeira foi em 1972, com direção de Flávio Rangel e versão de Chico Buarque de Hollanda e Ruy Guerra para as canções. Na ocasião, os papéis principais de Miguel de Cervantes/Dom Quixote, Aldonza/Dulcinéia e Sancho Pança ficaram com Paulo Autran, Bibi Ferreira e Grande Otello, respectivamente.

PUBLICIDADE