Premiado espetáculo ‘Tebas Land’ realiza curta temporada no Teatro PetroRio das Artes

Do Rio Encena

Robson Torinni (E) e Otto Jr. ganharam prêmios por suas atuações no espetáculo Fotos: Jr. Martins/Divulgação

Um jovem parricida (aquele que assassina o próprio pai ou qualquer outro parente) diante de um dramaturgo que deseja escrever um livro sobre o crime. Esta é a relação que aguarda o público em “Tebas Land”, que volta ao cartaz, desta vez no Teatro PetroRio das Artes, no Shopping da Gávea, onde reestreia nesta sexta-feira (22), às 21h, e fica somente até 28/04, com sessões ainda sábados (21h) e domingos (20h). Com texto do uruguaio Sérgio Blanco, a montagem brasileira foi sucesso de crítica na temporada de estreia, no Oi Futuro Flamengo, acumulando prêmios e indicações.

Somente no Prêmio Botequim Cultural, foram três estatuetas: Melhor Espetáculo, Ator (Robson Torinni) e Diretor (Victor Garcia Peralta). No Shel Otto Jr. foi escolhido melhor ator. Já no Cesgranrio, o drama foi indicado a Melhor Ator (Torinni) e Diretor.

Inspirada no mito do Édipo – personagem da mitologia grega que mata o pai e se casa com a mãe – e na vida de São Martinho de Tours, santo europeu do século IV, “Tebas Land” (que passou ainda pelo Sesi Centro antes de chegar à Gávea) é ambientado na quadra de basquete de um presídio, onde o detento (Torinni) e o escritor (Otto), personagens de mundos tão distintos, se encontram.

A partir deste encontro, a peça trata de temas como falta de afeto, solidão, famílias disfuncionais, falência dos sistemas prisionais e, principalmente, paternidade. Sobre este último, é feita a reflexão de que nem todos são pais, mas todos são filhos, pois passam pela experiência da descendência.

Os encontros dos personagens acontecem na quadra de basquete de um presídio

PUBLICIDADE