‘O que é que ele tem’, primeiro monólogo de Louise Cardoso, cumpre temporada no Teatro Sesi

Do Rio Encena

Louise Cardoso está com 42 anos de carreira Foto: Lenise Pinheiro/Divulgação

Aos 42 anos de carreira, Louise Cardoso começou a viver na noite desta quinta-feira (15) uma nova experiência profissional. A atriz estreou no Teatro Sesi “O que é que ele tem”, seu primeiro monólogo, que tem direção de Fernando Philbert e texto de Renata Mizrahi baseado no livro homônimo da cantora Olívia Byington. Aliás, foi exatamente o conteúdo desta publicação que motivou Louise a encarar o desafio inédito de um solo teatral.

Em 1981, aos 22 anos e mãe de primeira viagem, Olívia Byington viu seu filho João nascer com  a raríssima síndrome
de Apert, que consiste numa mutação genética que gera acrocefalia (desenvolvimento anormal do crânio) e sindactilia (pés e mãos fundidos total ou parcialmente). Depois de anos entre cirurgias e viagens para outros países em busca de tratamentos alternativos, a atriz começou a lutar pela inclusão social do menino, história que fez Louise produzir e protagonizar o espetáculo.

— Eu já estava planejando fazer outro espetáculo e comecei a ler o livro da Olivia, por indicação do Flávio Marinho. Antes mesmo de terminar, já tinha mudado de ideia e queria encenar aquela história. Mais do que uma história de superação, é uma história de amor, que nos faz refletir sobre conviver em sociedade e lidar com as diferenças — analisa Louise, que assim finaliza uma trilogia não planejada sobre a maternidade, que inclui ainda o épico “Mãe Coragem e Seus Filhos” (2007), de Bertolt Brecht, e a comédia “Velha é a Mãe” (2010), de Fábio Porchat.

O espetáculo, que já tem uma segunda temporada programada para janeiro no Maison de France, tem outras contribuições de Olívia, além do livro que serviu de inspiração. Ela emprestou à montagem seus desenhos que fez para ilustrar a publicação e também registros de canções suas gravadas ao longo de sua trajetória como cantora.

PUBLICIDADE