‘O Pequeno Príncipe Preto’ estreia, e diretor rechaça público-alvo restrito: ‘Para crianças negras e não negras’

Luiz Maurício Monteiro

O Teatro Glauce Rocha, no Centro, recebe a partir deste sábado (09), o infantil “O Pequeno Príncipe Preto”. A fim de saber um pouco mais sobre a proposta do espetáculo, o RIO ENCENA foi até lá conversar com Júnior Dantas, protagonista e idealizador do projeto, e Rodrigo Dantas, autor e diretor. Na entrevista para o quadro “Quem Encena”, da RIO ENCENA TV, inclusive, um dos pontos abordados foi o público-alvo da peça. De acordo com Rodrigo, eles não falam apenas para crianças negras.

— Estamos falando para todo mundo. É um debate para crianças negras e não negras. Um debate sobre diversidade, respeito, amor ao próximo, empatia, saber se relacionar… É para todos os públicos, todas as faixas etárias — explica.

Porém, como o título antecipa, a abordagem passa muito também pela questão étnico-racial. No vídeo abaixo, Júnior Dantas ressalta a importância de uma peça de teatro conversar com as crianças que não se identificam, não se sentem representadas pelos mais diversos personagens aos quais são apresentadas frequentemente. Confira:

PUBLICIDADE