‘O Abacaxi’ encena o amor e suas variações no Espaço Sergio Porto

Do Rio Encena

Felipe e Verônica, que são casados na vida real, interpretam distintos casais na peça Foto: Aline Macedo/Divulgação

Texto de estreia de Veronica Debom no teatro, “O Abacaxi” estreia no Espaço Sergio Porto, no Humaitá, neste domingo (09), às 20h. No palco, ela própria contracena com Felipe Rocha, com quem é casada há quatro anos, para interpretar diferentes casais e as suas respectivas formas de lidar com o amor. Com direção de Debora Lamm, a comédia, que aborda as relações com um humor ácido, fica em cartaz apenas até o próximo dia 31, com apresentações também sábados e segundas, às 21h.

Entre as situações apresentadas, tem de tudo um pouco: um casal que busca cumplicidade abrindo sua relação para terceiros; um trio amoroso; dois amigos que miram um amor que os liberte… E o que surge como maior diferencial entre estes amantes são as gerações às quais pertencem. Enquanto uma, mesmo acostumada a novos modelos de família, segue influenciada pelo tradicionalismo das relações duradouras, outra tem um olhar mais aberto para certos relacionamentos além do convencional.

– Não é uma peça sobre relações tradicionais. É sobre o caos no amor, sobre as diferentes tentativas de combinações no encontro amoroso – salienta Veronica, que foi incentivada pelo marido a escrever o texto: – O Felipe já escreve e sempre insistia para que começasse também. “O Abacaxi” é um texto de humor ácido. Sinto-me à vontade fazendo comédia.

Para agregar à encenação de relações pouco tradicionais, o cenário de Mina Quental dispõe móveis e objetos comuns em qualquer casa, porém, destinados a funções totalmente inusitadas. A cama, por exemplo, fica suspensa bem no alto. A geladeira serve como guarda-roupa. Já na sala, fica a bateria de Rafael Rocha, responsável pela trilha sonora, que além de tocar ao vivo, ainda contracena com os atores.

PUBLICIDADE