Nathalia Timberg fala da emoção de dar nome a novo teatro na Barra da Tijuca: ‘Ficha ainda não caiu’

Luiz Maurício Monteiro

O teatro que leva o nome de Nathalia Timberg foi construído por Wolf Maya, seu amigo pessoal Foto: Cristina Granato/Divulgação

O teatro que leva o nome de Nathalia foi construído por Wolf Maya, seu amigo pessoal Foto: Cristina Granato/Divulgação

Se faltava no Rio de Janeiro um importante espaço cultural batizado com o nome de Nathalia Timberg, já não falta mais. No dia 22 de janeiro do ano que vem, a própria atriz vai inaugurar o Teatro Nathalia Timberg, na Barra da Tijuca, encenando a peça “33 Variações” ao lado do ator e diretor Wolf Maya, que idealizou e construiu o equipamento, e, consequentemente, deixou a amiga lisonjeada com a homenagem.

– Minha ficha ainda não caiu. São anos de parceria e amizade com Wolf. Sinto-me imensamente grata pelo carinho com que ele tem por mim e pela minha carreira – frisa Nathalia, de 86 anos, em entrevista ao RIO ENCENA.

A atriz de 86 anos inaugura o novo teatro com a peça "33 Variações" Foto: Divulgação

A atriz de 86 anos inaugura o novo teatro com a peça “33 Variações” Foto: Divulgação

Construído por Wolf com recursos próprios e projetado pela arquiteta Tereza Younes (a mesma que desenhou para o diretor o Teatro Nair Bello, em São Paulo), o novo espaço cultural carioca tem capacidade total para 400 lugares. Com palco no formato “stadium” (com assentos ao redor), o espaço foi planejado para receber diversas possibilidades de criações artísticas e atividades cênicas.

Além disso, há ainda a Sala Nathalinha, que comporta 100 pessoas, uma sala de espelhos para dança, um mezanino com cabines de operação, um fosso de 200 metros sob o palco e quatro camarins completos.

– Quando se abre um espaço cultural, qualquer espaço cultural que acrescenta cultura e desperta o olhar do outro, o pensamento, a crítica e esse espaço consegue mexer com o indivíduo, é maravilhoso. A Barra é enorme e merece um espaço como este. Um teatro de 400 lugares, confortável, com uma tecnologia de ponta, é fantástico. Wolf é um visionário, um cidadão em prol da cultura. Qualquer momento é tempo de se criar um espaço cultural – destaca Nathalia.

“33 Variações”

Sobre o espetáculo que vai dar início às atividades do Teatro Nathália Timberg, a atriz adianta que trata-se de uma história que fala sobre músicos, inclusive Beethoven, e que se passa no século XIX. O convite para assistir, aliás, já está feito:

– (O espetáculo) é lindo, um musical erudito. A direção do Wolf caminha para ser um grande diferencial do gênero. Convido a todos a assistirem a essa bela obra de Moyses Kaufman. Eu interpreto uma musicóloga que tenta descobrir a verdade por trás das 33 variações sobre uma valsa composta por Beethoven quando ele começou a ficar surdo. Espero todos vocês lá – encerra.

SERVIÇO

Teatro Nathalia Timberg: Freeway – Avenida das Américas, Nº2000 – Barra da Tijuca. Telefone: (21) 3388 5864.

PUBLICIDADE