Musical solo ‘Kid Morengueira – Olha o Breque!’ repassa trajetória do sambista Moreira da Silva no Sesc Tijuca

Do Rio Encena

Em mais um trabalho musical, Edio Nunes interpreta Moreira da Silva Foto: Debora Garcia/Divulgação

Com larga experiência em musicais – presente em peças como “Zeca Pagodinho – Uma História de Amor ao Samba” , “É Samba na Veia, é Candeia”  e “Sambra  – Cem Anos de Samba”, entre vários outras – Édio Nunes acrescenta nesta sexta-feira (03) mais um trabalho do gênero ao seu vasto currículo. Com direção de Sergio Módena e texto da dupla Andreia Fernandes e Ana Velloso, o ator interpreta Moreira da Silva (1902-2000) em “Kid Morengueira – Olha o Breque!”, solo que estreia logo mais às 20h, no Sesc Tijuca.

Esta, inclusive, não é a primeira vez que Édio vive Moreira da Silva. Em 2004, o ator o interpretou em “Geraldo Pereira – Um escurinho brasileiro”, sobre um parceiro musical de Moreira. Foi então, com os elogios nas coxias, que começou a nascer a ideia de um espetáculo exclusivo sobre o sambista carioca, claro, com o ator no papel principal.

– Você tem que fazer o Moreira em um musical sobre ele, Édio! Foi aí que a ideia ganhou mais força – recorda o ator.

Mistura de realidade, ficção e música, “Kid Morengueira – Olha o Breque!” tem no título a união de duas marcas de Moreira. Primeiro, o personagem que o sambista criou inspirado em si próprio, como o malandro que, apesar das dificuldades, leva a vida com alegria e bom humor; além disso, há a menção ao samba de breque, gênero do qual ele é considerado um dos inventores e grandes entusiastas.

Na parte musical, que tem direção de Ricardo Rente, estão presentes o humor ácido com o qual Moreira citava políticos, malandros da noite e outros compositores, além de situações pitorescas que ele mesmo viveu e também o Rio de Janeiro, fonte de inspiração para muitas de suas canções. O repertório tem, entre outras canções, “Acertei no Milhar”, “Paraíso de Malandro” e na “Subida do Morro”.