Morre o dramaturgo e diretor João das Neves, aos 84 anos

Do Rio Encena

João das Neves faleceu em Belo Horizonte de metástase óssea Foto: Itaú Cultural/Divulgação

Faleceu nesta sexta-feira (24) o dramaturgo, diretor e ator João das Neves, aos 84 anos. Segundo um comunicado oficial emitido, o artista, natural do Rio de Janeiro, morreu na casa onde morava em Belo Horizonte (MG) rodeado de amigos e parentes, vítima de uma metástase óssea. O velório acontece nesta tarde, na mesma cidade.

João é considerado um dos grandes nomes do teatro brasileiro por seus feitos ao longo de mais de 60 anos de carreira. Diretor do Centros Populares de Cultura (CPC) e um do fundadores do Grupo Opinião, ganhou importantes prêmios como o Molière e o Apca (Associação Paulista de Críticos de Arte).

O carioca foi muito notabilizado também por sua atuação durante a ditadura militar, período de resistência do teatro brasileiro. Ao longo dos chamados Anos de Chumbo, montou no Rio espetáculos carregados de críticas ao regime. Entre ees, “Show Opinião”, ao lado de Nara leão, Zé Queti e João do Vale; “O Último Carro”, que “invertia” o teatro de arena, deslocando a plateia para o centro da cena; “O Quintal”, que problematizava o golpe de 1964; “Mural mulher”, sobre a condição feminina durante aquele período; “A Pandorga e a lei”,que fazia denúncias sobre torturas; entre outros.

Após o fim da ditadura, João se mudou para o Acre, onde começou a trabalhar em cima de estudos sobre a floresta amazônica. Neste período, dando continuidade à sua veia engajada, escreveu e dirigiu, entre outros espetáculo, o “Tributo a Chico Mendes, que abordava os conflitos que separavam índios e seringueiros de latifundiários e governo.

Já em 2015, João foi tema de uma exposição realizada no Itaú Cultural, em São Paulo. Com curadoria dele próprio e de sua esposa, a cantora Titane, a ocupação passou a limpo a sua trajetória artística de seis décadas, inclusive com destaque para seu lado militante e engajado.

João das Nees deixou a companheira e duas filhas, Maria João (29) e Maria Íris (17).

PUBLICIDADE