Morre a atriz Solange Badim, aos 53 anos

Do Rio Encena

Solange Badim lutava contra um câncer há cerca de sete anos Fotos: Divulgação/Tv Globo

Faleceu na tarde desta sexta-feira (29) a atriz Solange Badim. Aos 53 anos, ela estava internada no Hospital Badim, na Tijuca, Zona Norte, desde o último dia 08, tratando de um câncer já em estado avançado, após ser detectado há cerca de sete anos. O velório está marcado para esse sábado, a partir de 9h, no Cemitério do Catumbi. A cremação acontece às 16h. A família preferiu não se pronunciar.

No teatro, os últimos trabalhos de Solange foram “A Reunificação das Duas Coreias”, do dramaturgo francês Joë Pommerat, que esteve em cartaz no Oi Futuro Flamengo, em meados do ano passado. Nesta peça, ela atuou ao lado de nomes como Louise Cardoso, Bianca Byington e Marcelo Valle. Já como produtora, esteve à frente da comédia “Lifting – Uma Comédia Cirúrgica”, que fez quatro apresentações no início deste mês no Theatro Bangu Shopping.

Ainda nos palcos, em 1995, ela faturou o Prêmio Cultura Inglesa de melhor atriz pelo espetáculo “As Armas e o Homem de Chocolate”. Em 2011, interpretou Marlene em “Emilinha & Marlene, as Rainhas do Rádio”, musical sobre as famosas cantoras da primeira metade do século XX. No ano seguinte, esteve no elenco de “As Bodas de Fígaro”, que lhe rendeu o Prêmio Cesgranrio e o Aptr (Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro).

Diante do grande público, a atriz carioca ficou famosa por seus trabalhos nas novelas “Porto dos Milagres” (2001) e, principalmente, “Salve Jorge”, de Glória Peres, em 2012, quando interpretou a personagem Delzuite, contracenando com Bruna Marquezine – que fazia sua filha – e com Nando Cunha, intérprete do malandro Pescoço, com quem formou um divertido casal.