Monólogo ‘Frida Kahlo, a Deusa Tehuana’ faz curtíssima temporada no Parque das Ruínas

Do Rio Encena

Rose Germano interpreta a artista mexicana no espetáculo Fotos: Renato Mangolin/Divulgação

Ícone do movimento feminista, Frida Kahlo (1907-1954) novamente é personagem de uma espetáculo teatral. O monólogo “Frida Kahlo, a Deusa Tehuana”, protagonizado por Rose Germano, cumpre uma curtíssima temporada no Centro Cultural Parque das Ruínas, em Santa Teresa, a partir desse sábado (06), às 19h30, até o próximo dia 28. Com sessões também aos domingos, às 18h, o espetáculo tem ingressos a partir de R$ 20 (meia).

Com texto em parceria entre a própria atriz e o diretor Luiz Antônio Rocha, a peça é inspirada no diário e na obra da pintora mexicana, com fragmentos da vida e do pensamento de uma mulher à frente do seu tempo, desconstruindo a figura pop e transformando Frida em uma figura humana. Rose Germano comenta sobre o que a inspira para encarnar a personagem.

Além de atuar, Rose Germano também assina a dramaturgia ao lado do diretor Luiz Antônio Rocha

– Há uma similaridade entre as culturas mexicana e brasileira, especificamente a nordestina, em que estão as minhas raízes. Sou de Riacho do Meio, uma cidadezinha do interior da Paraíba. Foi aí que me inspirei, nesse povo guerreiro, nas histórias de mulheres cheias de vida e coragem – exalta.

Luiz Antonio Rocha, colecionador de sucessos em  espetáculos  como “Uma Loira na lua”, “Eu te Darei o céu” e “Brimas”, acrescentou uma novidade para essa nova temporada do solo. Foi incluída uma nova cena com a carta que Frida escreveu ao presidente do México, uma crítica que vai de encontro com o momento atual.

PUBLICIDADE