‘Lifting’, comédia sobre a busca insana por padrões de beleza, chega ao Teatro Sesi para curta temporada

Do Rio Encena

Ângela Rebello, Lorena da Silva, Drica Moraes e Luísa Pitta formam o elenco Foto: Antonio de Bonis/Divulgação

O espetáculo se chama “Lifting – Uma Comédia Cirúrgica”, mas também poderia ser botox, peeling, skin booster, toxina butolínica ou até microagulhamento. Afinal, a peça, que reestreia nessa quinta-feira (01/03), às 19h, no Teatro Sesi, no Centro, critica justamente a sociedade atual por uma busca insana pela perfeição estética através desta infinidade de técnicas. Com sessões também sextas e sábados, no mesmo horário, e domingos às 18h, a temporada vai apenas até 01/04, com entradas a partir de R$ 20 (meia).

A comédia é uma idealização de quatro amigas: as atrizes Angela Rebello, Drica Moraes, Lorena da Silva e Solange Badim, que adoeceu durante o processo de adaptação do texto do autor espanhol Félix Sabroso e faleceu em setembro do ano passado, aos 53 anos. Para substitui-la no palco, o diretor Cesar Augusto convidou a atriz Luísa Pitta.

No palco, o quarteto se desdobra em diferentes personagens em esquetes que têm como ponto comum a crítica irreverente sobre o poder da imagem hoje em dia. Nas várias situações retratadas – muitas absurdas -, elas interpretam mulheres neuróticas, em diferentes ambientes – profissional ou familiar, por exemplo – atrás dos mais altos padrões de beleza.

Além disso, o espetáculo chama a atenção para as mulheres que, durante esta busca, acabam se curvando aos padrões de beleza impostos pela sociedade, chegando ao ponto de ter sua identidade e autoestima pautadas pelo olhar de terceiros, seja de homens, do mercado de trabalho ou até mesmo de outras mulheres.

PUBLICIDADE