Infantil ‘Tropicalinha – Caetano e Gil Para Crianças’ estreia no Teatro XP Investimentos

Do Rio Encena

A trama ocorre num reino onde estão vetados sons e cores, destaques da Tropicália (Andrea Rocha ZBR/Divulgação)

O projeto Grandes Músicos Para Pequenos leva seu mais novo projeto para uma curta temporada no Teatro XP Investimentos a partir desse fim de semana. Mais uma parceria entre o autor Pedro Henrique Lopes, que também atua, e o diretor Diego Morais, “Tropicalinha – Caetano e Gil Para Crianças” estreia nesse sábado (18), às 16h, e segue em cartaz somente até 09 de setembro, com apresentações também aos domingos, no mesmo horário.

Antes de homenagear Caetano Veloso e Gilberto Gil, ícones da música brasileira em geral e também do movimento tropicalista, a dupla já havia levado aos palcos outros três musicais infantis: ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças’ (2013), ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças’ (2016) e ‘Bituca – Milton Nascimento para Crianças’ (2017). O objetivo de sempre, como os títulos sugerem, é levar à criançada um pouco da obra de grandes músicos brasileiros.

— A ideia é trazer o legado de uma cultura quase esquecida para as novas gerações, com um conteúdo atraente para as famílias — reforça Pedro Henrique, que interpreta Cae e contracena com Orlando Caldeira, que faz Gil.

Nesta nova montagem, a trama lúdica se passa no Reino de Pindorama, onde uma rainha autoritária toma o poder e baixa decretos que proíbem a música e as cores. Inconformados, os amigos Cae e Gil decidem levar sons e cores de volta ao reino,  o que acaba sendo uma alusão ao movimento tropicalista. Assim como as peças anteriores, “Tropicalinha” não é biográfica, mas é inspirada em momentos vividos pelos homenageados na juventude.

— Dos espetáculos, este é o que mais brinca com as possibilidades teatrais. No sentido de conseguir subverter o enredo em tramas lúdicas, personagens mais fantásticos, exagerados, tudo no tom descontraído, fazendo um paralelo com algumas manifestações artísticas do período da Tropicália — explica o diretor Diego Morais.

Na trilha sonora, claro, estão 43 canções (completas ou em trechos) compostas por Caetano e Gil, individualmente ou em parceria. Entre elas, “Tropicália”, “Força estranha”,” Alegria, alegria”, “Vamos fugir”, “Andar com fé”, “Divino Maravilhoso”, “Expresso 2222” e “Você é linda”, entre outros.

Prêmios

Nas três primeiras empreitadas, o Grandes Músicos Para Pequenos teve bom desempenho nas premiações voltadas para o teatro infantil. “O Menino das Marchinhas” faturou o Cbtij (Centro Brasileiro de Teatro Para Infância e Juventude) como Melhor Atriz em Papel Coadjuvante (Martina Blink), Direção de Produção (Entre Entretenimento) e Prêmio Especial pela qualidade do projeto (Diego Morais e Pedro Henrique Lopes). Já “Bituca” levou o Cbtij de Melhor Ator (Udylê Procópio) e quatro estatuetas no Prêmio Botequim Cultural como Melhor espetáculo infanto-juvenil, Melhor Direção (Diego Morais), Melhor Roteiro (Pedro Henrique Lopes) e Melhor Atriz Coadjuvante (Aline Carrocino).

PUBLICIDADE