Infantil ‘Pamonha e Panaca’ estreia no Teatro Cândido Mendes usando bom humor para criticar posturas de adultos

Do Rio Encena

Nelson Yabeta e Ricardo Blat interpretam os amigos palhaços que têm suas rusgas Foto: Divulgação

O espectador mirim mais atento que for assistir a “Pamonha e Panaca”, cuja nova temporada começa nesse sábado (18), às 16h, no Teatro Cândido Mendes, em Ipanema, muito provavelmente sairá reflexivo da sala. Embora se trate de um espetáculo infantil, há uma crítica social evidenciada através dos personagens do título, interpretados por Ricardo Blat e Nelson Yabeta, construídos com o intuito de abordar alguns comportamentos adultos que podem ser resumidos naquele “jeitinho”. Com ingressos a partir de R$20 (meia), a peça fica em cartaz até 30 de abril, com apresentações também aos domingos, no mesmo horário.

No texto de Rogério Blat, irmão de Ricardo que também assina a direção, os palhaços Pamonha e Panaca são amigos inseparáveis, mas, sem muitas perspectivas, acabam travando uma disputa inusitada. Tomados por individualismo e imediatismo, eles tentam mostrar que um é melhor do que o outro. Com estes antagonistas, a peça passa para as crianças a mensagem de como não se deve agir na busca por melhores condições de vida, o que implica em não se deixar contaminar por preguiça, desleixo e falta de consciência.

A montagem procura trabalhar com uma linguagem popular e de fácil entendimento para crianças de diferentes faixas de idade. Trata-se de uma crônica burlesca sobre o comportamento humano quando o assunto é poder, por menor que seja, além de uma homenagem às duplas cômicas originadas do circo, cinema, TV e quadrinhos.

No currículo de Rogério Blat, estão roteiros de programas como “Sandy e Jr.” e “Linha Direta” (TV Globo) e também a preparação de atores para filmes como “174 – Última Parada”, “Sonhos Roubados” e “Ó Pai, Ó”, entre outros.