‘Gritos’ é espetáculo exemplar da companhia de dança/teatro Dois a Deux

Péricles Vanzella

Péricles Vanzella

31 anos, é doutorando em Artes Cênicas pela Unirio, ator, sapateador e cantor.

Caros leitores,
Bem-vindos a 2017! Que sorte o domingo da nossa coluna cair no primeiro dia do ano! Desejo tudo de melhor a vocês!

“Dois a Deux” é uma companhia formada em 1997 por André Curti e Artur Ribeiro, dois artistas de duplo percurso em teatro e dança. Com sedes em Paris e no Rio de Janeiro, a companhia franco-brasileira já apresentou diversos espetáculos na cidade, sempre com digital marcante. Em cartaz no Teatro I do CCBB, “Gritos”, que traz os dois atores-dançarinos em cena, é mais um caso exemplar da estética meticulosa da dupla.

A peça traz três poemas gestuais sobre o amor. Não há palavras ou a presença do corpo inteiro dos personagens, mas sim a interação de partes de bonecos, objetos e atores. Uma senhora, por exemplo, que passa a primeira parte do espetáculo sentada, tem seu corpo representado pela cadeira, braços humanos, enquanto cabeça e mãos são objetos (boneca).

A manipulação é sensível e densa. O preciosismo dos gestos elaborados deixa pouco espaço para respiro ou humor. Se por um lado isto é negativo, “pesado”, por outro mantêm o público completamente atento para o que vem a seguir, não deixando a atenção dispersar por um segundo sequer. A encenação consegue, de fato, criar novos corpos cênicos, entre bonecos e humanos.

Outro mérito é o encontro de partituras corporais bastante distintas entre os poemas. O primeiro é o que chama mais a atenção, pela corporeidade realista alcançada a partir da união de fragmentos inanimados e humanos, imóveis e em movimento, velhos e novos, sentados e em pé. A partir daí, a estética torna-se mais abstrata, mais próxima do universo da dança propriamente dito.

Neste ano, no Prêmio Cesgranrio, o espetáculo foi indicado em quatro categorias: Diretor, Espetáculo, Cenografia e Iluminação. Já no Prêmio Shell, a montagem concorre em Diretor e Cenário. Merece a conferência!

Um abraço e até domingo que vem!
Dúvidas, críticas ou sugestões, envie para pericles.vanzella@rioencena.com.br.

PUBLICIDADE