EU, MOBY DICK

Foto: Caio Gallucci/Divulgação

Local: Oi Futuro Flamengo
Endereço: Rua 2 de dezembro, 63 – Flamengo.
Telefone: (21) 3131-3060
Sessões: Quinta a domingo às 20h
Período: 06/06 a 28/07
Elenco: Kelzy Ecard, Márcio Vito, Noemia Oliveira e Gabriel Salabert
Direção: Renato Rocha
Texto: Pedro Kosovski (a partir da obra-prima de Herman Melville)
Classificação: 14 anos
Entrada: R$ 30 (inteira); R$ 15 (meia)
Funcionamento da bilheteria: Terça-feira a domingo entre 14h e 20h 
Gênero: Drama
Duração: 80 minutos
Capacidade: 63 lugares
Sinopse: Embarcar no navio Pequod, é embarcar numa batalha entre a razão humana e o instinto animal, e confrontar-se com Moby Dick acaba sendo confrontar-se com os fantasmas que nós mesmos criamos, confrontar a si mesmo, com a simples possibilidade de se estar vivo ou ter que deparar-se com a própria morte. Logo, a encenação de “Eu, Moby Dick” proposta por Renato Rocha não pretende ser fiel a história original da perseguição a baleia branca, descrita por Herman Melville. Mas sim, se apropriar de seus personagens, de seus conflitos e suas reflexões para criar uma dramaturgia aberta e subjetiva, que utiliza como pontos de partida questões fundamentais do próprio livro levantadas pelo autor, como: Quais são as nossas obsessões? Quais os monstros que nós mesmo criamos? Até que ponto ficamos cegos em uma busca por algo que pode custar tudo o que construímos, no caso nossa própria vida? Como nos relacionamos com os mistérios de um mundo que não conhecemos, nesse caso, esse oceano que se apresenta em nossa jornada? Qual relação entre o percurso do navio Pequod e as escolhas que determinam nosso próprio caminho?

* Segundo informações do teatro e/ou da produção do espetáculo

PUBLICIDADE