Escrito no século XIX, mas super atual, comédia sobre falcatruas na política faz curta temporada em Ipanema

Do Rio Encena

O espetáculo é uma montagem da Damões Cia de Teatro Foto: Divulgação

No teatro, não chega a ser incomum textos escritos em outros séculos parecerem atuais tanto tempo depois. Um exemplo é “O Inspetor Geral”, concebido em 1836 pelo ucraniano Nikolai Gogól (1809-1852), que ganha nova versão da Damões Cia de Teatro, com estreia marcada para esta quinta-feira (30), às 20h, no Teatro Ipanema. Com direção de Eliza Pragana, que também fez a adaptação do original, a comédia, que fica em cartaz só até 08/12, fala de ética e corrupção na política.

No interior da Rússia, o prefeito e outros gestores públicos de uma pequena cidade aguardam aflitos a chegada de um inspetor do governo federal. A visita, pensam eles, pode não apenas ameaçar seus esquemas de corrupção, como também chamar a atenção da passiva população para as falcatruas que prejudicam a sociedade local. Com tais semelhanças entre a trama e a atual situação da política brasileira, também recheada de casos de corrupção, o espetáculo pode levar a plateia a uma reflexão sobre ética tanto na política, como também entre os próprios cidadãos.

Antes da montagem da Damões Cia. de teatro, “O Inspetor Geral” já havia sido montado no Brasil. Em 1966, em plena ditadura militar, Augusto Boal e Gianfrancesco Guaranieri encenaram a trama no subversivo Teatro de Arena, em São Paulo.