Drama ‘Duplo Etéreo’ fala sobre esquizofrenia em curta temporada na Casa de Cultura Laura Alvim

Do Rio Encena

Gabriel Amaral e Fabiana Gois vivem dois irmãos no espetáculo Foto: Divulgação

Com direção de Fernando Couto e Dhan Marcell e texto de Sebastião Bicalho, o espetáculo “Duplo Etéreo” estreia nesta terça-feira (09), às 20h, na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema. Sobre a esquizofrenia e seus reflexos nas relações humanas, o drama fica em cartaz somente até 31 deste mês, com sessões também às quartas, no mesmo horário. As entradas custam a partir de R$ 20 (meia).

Em cena, Fernando Couto e Dhan Marcell interpretam dois irmãos que vivem um drama psicológico diário graças aos medos e culpas que a relação entre eles carrega. A partir deste cenário, a peça leva ao público um embate que mistura emoção e crueldade a fim de levar do cotidiano para o palco tempos de violência à dignidade humana e de uma sociedade às vezes omissa e indiferente.

No material de divulgação do espetáculo, a esquizofrenia é descrita como a “perda do contato do indivíduo com a realidade”. A esquizofrenia é uma doença difícil de ser diagnosticada e pode até matar. Mas caso descoberta, é tratável, e o portador pode ser reinserido na sociedade. Ainda de acordo com o texto, a cada 100 pessoas no mundo, uma desenvolve a esquizofrenia. Já no Brasil, são mais de dois milhões de portadores.

PUBLICIDADE