Confira os vencedores do I Prêmio do Humor; ‘O Escândalo Philippe Dussaert’ é eleito melhor espetáculo

Do Rio Encena

Marcos Caruso é o protagonista do monólogo eleito melhor espetáculo na premiação Foto: Divulgação

O Teatro Rival, na Cinelândia, recebeu na noite da última segunda-feira (13) a cerimônia de premiação da edição de estreia do Prêmio do Humor, projeto idealizado pelo ator e comediante Fábio Porchat. O monólogo “O Escândalo Philippe Dussaert” (confira nossa crítica aqui) – que já havia faturado o Prêmio Cesgranrio com Marcos Caruso como melhor ator –  foi um dos destaques do evento ficando como melhor espetáculo, uma das cinco categorias do prêmio. Os vencedores foram definidos a partir dos votos do júri formado por Adriana Falcão, Antonio Tabet, Bemvindo Sequeira, Rafael Teixeira e Sura Berditchevsky, que em 2016 assistiram mais de 40 produções de diferentes estilos, como improviso e stand-up comedy, entre outros.

Já na categoria Texto, Julia Spadaccini, Antonio Prata, Jô Bilac, Pedro Kosovski e Gregório Duvivier levaram a melhor por “5xComédia”, peça que faturou também em Performance – na qual atores e atrizes concorrem juntos – com Thalita Carauta. Como melhor direção, Cristina Moura, por “Nu de Botas”, ficou em primeiro lugar.

O projeto Rival Rebolado, na categoria Especial, foi premiado pela ideia e concepção do projeto. Por fim, o homenageado da noite foi o veterano ator Lucio Mauro, que está completando 90 anos nesta terça (14). Por problemas de saúde, ele não pode comparecer à premiação, mas recebeu antes em casa, das mãos do próprio Porchat, o seu troféu. Confira abaixo todos os vencedores:

Espetáculo
“O Escândalo Philippe Dussaert”

Texto
Julia Spadaccini, Antonio Prata, Jô Bilac, Pedro Kosovski e Gregório Duvivier por “5x Comédia”

Direção
Cristina Moura por “Nu de Botas”

Performance
Thalita Carauta por “5x Comédia”

Especial
Projeto Rival Rebolado por ideia e concepção do projeto

Homenagem
Lúcio Mauro

 

PUBLICIDADE