Comédia ‘A Admirável Consciência de uma Azarada’ leva ao Serrador os dramas e dilemas de uma mulher em crise

Do Rio Encena

Mau Alves faz a consciência de Soraia, personagem de Julia Morganti Foto: Divulgação

Se você vive entrando em conflito com a sua própria consciência, saiba que são grandes as chances de identificação com Soraia, a protagonista da comédia “A Admirável Consciência de uma Azarada”, que estreia nesta semana no Teatro Serrador, no Centro. Com ingressos a partir de R$ 20 (meia), o espetáculo, montado pela Cerejeira Produções, inicia nessa quinta-feira (08), às 19h30, uma curta temporada, que vai somente o próximo dia 31, com sessões também sextas e sábados, no mesmo horário.

Aos 30 anos e a fim de realizar o sonho de se casar e ter filhos, Soraia, personagem de Julia Morganti, é daquele tipo que costuma sabotar a si mesma. Bem sucedida profissionalmente, recém-contratada para um bom emprego, ela deveria satisfeita com a atual fase de sua vida, mas não. Determinada a subir ao altar, a personagem, que se vê como uma azarada, vive em crise e perdida, fazendo sempre as escolhas erradas.  Batendo de frente, inclusive, com a própria consciência.

Parceiro de Julia na Cerejeira, Mau Alves é o responsável por assinar a direção – ao lado de Andressa Tristão -, o texto e também dar vida a oito personagens, inclusive a consciência de Soraia. Com uma postura sarcástica e repressiva, e insistentemente a repreendendo com um “eu te disse”, o personagem abstrato convida não apenas a protagonista, mas também o público, a refletir sobre as escolhas que fazemos na vida.

PUBLICIDADE