Com mudança no elenco, espetáculo ‘Leo e Bia’ reestreia em janeiro no Teatro Maria Clara Machado

Do Rio Encena

Bia Arantes assume o papel de Bia na segunda temporada Foto: Divulgação

Uma trupe de teatro que sonha viver de arte em plena ditadura militar. Esta é a trama do espetáculo “Leo e Bia”, que reestreia no dia 06 de janeiro (sábado), às 21h, no Teatro Maria Clara Machado, no Planetário da Gávea. Para a segunda temporada, o elenco, dirigido por Leonardo Talarico, passará por uma mudança: sai Isabella Santoni, entra Bia Arantes, primeira opção para o papel de Bia, que tinha ficado de fora por outros compromissos profissionais.

Responsável pelo texto e pela trilha sonora, o cantor e compositor conta a sua própria história ao lado de seis amigos, que ocupam um modesto galpão em Brasília, no ano de 1973 – auge da ditadura – para realizar ensaios. Lá eles alimentam sonhos e afetos, mas também encaram conflitos, restrições e desafios, numa grande homenagem àquela geração.

“Leo e Bia” foi escrito na década de 80, quando ficou em cartaz por dois anos no Rio de Janeiro. De lá para cá, foi adaptado para o cinema e ganhou a primeira montagem com direção de Talarico em março deste ano, no Teatro Fashion Mall.

Especialmente para esta versão, Oswaldo Montenegro regravou três músicas da trilha, que conta ainda com participações de Ney Matogrosso, Alceu Valença, Zé Ramalho, Zeca Baleiro e Paulinho Moska.

O espetáculo conta a trajetória de um trupe de teatro Foto: Leonardo Talarico/Divulgação

PUBLICIDADE