Com Miguel Falabella e mega estrutura, musical ‘Os Produtores’ estreia curtíssima temporada no Vivo Rio

Do Rio Encena

O espetáculo conta com 16 cenários e mais de 350 peças de figurinos Fotos: Divulgação

Com estrutura e elenco dignos de uma super produção teatral, o musical “Os Produtores” chega ao Vivo Rio, no Parque do Flamengo, nessa sexta-feira (13), às 21h. Entretanto, quem quiser assistir a Miguel Falabella, Danielle Winits, Marco Luque e cia. precisa se apressar pois serão apenas mais seis apresentações até o próximo dia 22. Outra dica é preparar o bolso: os ingressos vão de R$ 75 a R$ 220.

O filme “The Producers”, clássico de 1968 de Mel Brooks e Thomas Meehan, ganhou um remake nos cinemas em 2005, quatro anos depois da versão teatral estrear na Broadway. Já a montagem brasileira surgiu em 2007 com produção e direção de Falabella, que novamente integra o elenco, agora com Winits, Luque e outros 22 atores que cantam e dançam acompanhados por 11 músicos.

Falabella (E), Winits e Luque encabeçam um elenco de 25 atores

Além do elenco numeroso, que faz parte de uma equipe geral de 100 pessoas, o espetáculo – que vinha cumprindo tempo em São Paulo desde abril – conta com outros números que chamam atenção: são 16 cenários e nada menos que 350 peças de figurinos, dentre as quais, 60 são perucas.

Toda esta estrutura ajuda a levar o público à primavera de 1959 de Nova York, onde o produtor Max (Falabella), em meio às lamentações pelo seu mais recente fracasso teatral, conhece o contador Leo Bloom (Luque). Com um raciocínio mirabolante (e picareta!) na cabeça, o aparentemente honesto Leo sugere a Max que um fiasco pode ser mais rentável que um sucesso. Isso se o produtor arrecadar junto a investidores um total de um milhão de dólares, mas gastar apenas cem mil e guardar o restante. Empolgados com a ideia, eles decidem se associar.

Já com a companhia de Ulla (Winits), uma dançarina sueca conhecida por seu talento, mas também pelas belas pernas, eles levam aos palcos aquele que deve ser o maior fracasso da história. O plano, porém, dá errado, a montagem vira um sucesso, e Leo e Max acabam desmascarados e presos. Tempos depois, já em liberdade, a dupla retorna à Broadway com o musical “Prisioneiros do Amor” a fim de fazer sucesso de verdade e escrever um recomeço.

PUBLICIDADE