Com linguagem de teatro de rua, Cia Doêrro reestreia comédia ‘Ed&Cath’ no Teatro Candido Mendes

Do Rio Encena

Além de atuar com Rey Carvalho, Helena Almeida ainda assina direção e texto do espetáculo Foto: Divulgação

O espectador que for ao Teatro Candido Mendes assistir ao espetáculo “Ed&Cath”, que reestreia nesta quinta-feira (19), às 20h, não deverá estranhar caso fique com a sensação de estar numa sessão ao ar livre. É que a proposta da Cia. Doêrro é justamente levar ao público a experiência das apresentações na rua, com um “olho no olho” entre plateia e atores, ou seja, uma proximidade maior.

Não à toa, “Ed&Cath” nasceu na rua. Antes de irem para uma sala de teatro em 2017, a dupla de atores Helena Almeida, que também assina texto e direção, e Ruy Carvalho – fundadores da cia. –  encenaram a peça por dois anos em apresentações gratuitas por praças públicas do Rio de Janeiro.

— Em 2016, fizemos uma apresentação no refeitório de uma escola em Sepetiba. Eram mais de cem alunos. Foi ali, percebendo que eles estiveram conosco em cada segundo, que entendemos a potência dessa história e decidimos levá-la para o palco. Hoje, o espetáculo é sobre esses dois atores que contam uma história em qualquer lugar. Como o carioca no bar, que levanta da mesa para contar um acontecimento, e interpreta cada um dos personagens da sua narrativa– explica Helena.

O clima informal levado para dentro do teatro inicia antes mesmo da sessão. Ainda com luzes acesas, os próprios atores recebem os espectadores, oferecendo-lhes doses de cachaça. A partir daí, começa a peça que conta a história de Edmundo, que sonha ganhar o coração da difícil Catharina.

Narcoléptico, Edmundo precisa enfrentar não só este seu distúrbio do sono, mas também as provações impostas pelo Rei Edson para, enfim, conquistar seu grande amor. Durante esta epopeia romântica, o espetáculo discute ainda questões sociais, como machismo e corrupção moral.

PUBLICIDADE