Com 70 anos de idade e 50 de carreira, Wanderléa estreia em musicais com ’60! Década de Arromba’ no Theatro Net Rio

Do Rio Encena

Wanderléa sobe ao palco à frente de um elenco de formado por 24 atores Foto: Robert Schweck/Divulgação

Wanderléa sobe ao palco à frente de um elenco de formado por 24 atores Foto: Robert Schweck/Divulgação

Wanderléa é o que se pode chamar de prova viva de que nunca é tarde demais para começar. Considerada um dos principais nomes da Jovem Guarda, famoso movimento musical dos anos 60, ela chega aos 70 anos de idade e 50 de carreira com gás para aceitar o desafio de ser estreante em espetáculos musicais. À frente de um elenco de 24 atores/cantores/bailarinos, ela estreia nesta quinta (24/11), às 21h, no Theatro Net Rio, em Copacabana, com “60! Década de Arromba – Doc. Musical”, que fala justamente sobre a época em que a cantora surgiu cantando ao lado de Roberto, Erasmo e cia..

– Fiquei muito emocionada em receber esta homenagem justamente quando a Jovem Guarda completa 50 anos. Ainda mais estreando neste palco, onde fiz shows memoráveis como ‘Maravilha’ e ‘Feito Gente’. Nunca havia imaginado integrar um grande musical – admite Wanderléa, que em cena vai interpretar a si mesma.

Já o diretor Frederico Reder, para levar o público para dentro do clima da década de 60, procurou acrescentar aos números musicais, que são executados ao vivo, ferramentas de documentário, como fotos, vídeos e depoimentos reais, além, claro, do texto. Depois de um prólogo, que remete a 1922, ano da chegada do rádio ao Brasil, o espetáculo mostra o início da televisão por aqui, para aí sim chegar a 1960, quando estoura a Jovem Guarda. Tudo isso em meio a um momento de efervescência política, com jovens reivindicando seus direitos empunhando a bandeira do amor.

– 60 foi uma década muito importante em vários aspectos: nas artes, no esporte, nos movimentos sociais e políticos e no avanço tecnológico. Descobri durante o processo da peça que estávamos fazendo um documentário musical, em que cantamos toda a história sem utilizar nenhum personagem real. A única personagem que trazemos para a cena é a Wanderléa, interpretando ela mesma. Um luxo – destaca Reder.

Acompanhado por uma orquestra de 10 músicos, o elenco, que chega a utilizar 300 figurinos, interpreta um repertório composto pelo incrível número de 100 canções, de diferentes gêneros. Além de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, outros cantores e compositores de renome são apresentados, como Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Celly Campello, Bibi Ferreira, Tom Jobim, Vinicius de Morais, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maysa, Geraldo Vandré e outros.

Desconto

A temporada, que vai até 18 de dezembro, começa com uma boa notícia para quem deseja reviver os tempos áureos da Jovem Guarda e também para quem não viveu tal época e quer ter a oportunidade de conhecer um pouco mais. As quatro primeiras sessões, nos dias 24, 25, 26 e 27 de novembro, terão 60% de desconto.

PUBLICIDADE