Cia. gaúcha comemora 25 anos apresentando espetáculo com bonecos no CCBB

Do Rio Encena

Os atores Renato Turnes e Viviana Schames ao lado da assistente de direção Carolina Garcia e do diretor Paulo Balardim Foto: Gisele Knutez/Divulgação

Os atores Renato Turnes e Viviana Schames com a assistente de direção Carolina Garcia e o diretor Paulo Balardim

Companhia gaúcha de destaque no cenário nacional, a Caixa do Elefante Teatro de Bonecos estreia nessa segunda-feira (03/10), às 18h, no CCBB, no Centro, o espetáculo “Prólogo Primeiro”. A curta temporada, que vai apenas até o próximo dia 16, com sessões duplas (18h e 20h) de quinta a segunda, faz parte das comemorações pelos 25 anos de atividades do grupo.

Na direção da montagem, Paulo Balardim teve como inspiração o dramaturgo, diretor e cenógrafo britânico, Edward Gordon Craig (1872-1966), criador da Gordon Craig School for the Art of the Theatre, uma das principais escolas de teatro de Florença, na Itália. Balardim adaptou dois textos inéditos no Brasil (Prólogo Primeiro e O fim do Sr. Peixe e da Sra. Espinha) do inglês, cuja a concepção teatral sempre foi muito peculiar, optando por um antinaturalismo e pureza cenográfica.

– Como cenógrafo, Craig revolucionou vários aspectos da estrutura teatral. Ele sempre foi muito revoltado com a presença do ator em cena. Ele propõe um novo modelo de atuação, de ator e para isso, usa a figura da supermarionete, que seria o ator ideal. Partindo desse ponto, estamos buscando dialogar com o que o Craig propunha: a presença de um ator que não esteja no topo da hierarquia da cena, mas que se relacione com os outros elementos de uma maneira um pouco mais homogênea – conta o diretor, responsável também pela concepção visual.

Renato Turnes e um boneco como se fossem um só ator Fotos: Gisele Knutez/Divulgação

Renato Turnes e um boneco como se fossem um só ator Fotos: Gisele Knutez/Divulgação

Com a intenção de compartilhar com os espectadores um experimento de animação em que atores interagem com bonecos, de forma que pareçam fazer parte do mesmo corpo, “Prólogo Primeiro” é protagonizado pelos atores Viviana Schames e Renato Turnes para viver uma experiência onde ator e boneco se tornam um só.

– Os textos têm uma linguagem muito parecida com o que chamamos de teatro do absurdo. São muito simbólicos e trabalham com um fluxo de pensamento rápido, explorando as qualidades que os bonecos têm. Apresentamos alguns entre quadros que estão mais próximos da dança do que de um teatro textual – encerra Balardim.

PUBLICIDADE