‘Chopin ou O Tormento do Ideal’: Nathalia Timberg interpreta Frédéric Chopin no Teatro Maison de France

Do Rio Encena

Esta é a primeira vez que Nathalia Timberg faz um papel masculino no teatro Foto: Divulgação

Sobre um dos maiores nomes da música clássica no mundo, “Chopin ou O Tormento do Ideal”, que já passou por cidades como São Paulo e Porto Alegre, está chegando ao Rio de Janeiro. E antes que algum carioca mais desavisado pergunte que ator interpreta Frédéric Chopin (1810-1849), a saber: aos 88 anos e com mais de seis décadas de carreira, Nathalia Timberg está em seu primeiro papel masculino para contar 20 anos de vida e obra do compositor e pianista polonês-francês. A temporada no Teatro Maison de France, no Centro, começa nesse sábado (14), às 19h30, e vai até só até o próximo dia 29, com sessões também sábados e domingos no mesmo horário.

Com direção de José Possi Neto, a montagem, idealizada pela própria Nathalia, segue a linha da original de 1987, unindo o texto do francês Philippe Etesse – também traduzido pela veterana atriz – e música ao vivo. Esta parte fica a cargo da pianista Clara Sverner, indicada em 2011 ao Grammy Latino pelo disco “Chopin por Clara Sverner”, na categoria Melhor Álbum de Música Clássica.

Além de passagens da vida de Chopin, o texto conta com palavras de pessoas que foram próximas a ele. A escritora George Sand (1804-1876), grande amor do compositor, o compositor e pianista Franz Liszt (1811-1886) e os escritores e poetas Alfred de Musset (1810-1857), Baudelaire (1821-1867), Gérard de Nerval (1808-1855) e Saint-Pol-Roux (1861-1940). Com essa mescla, a ideia é sugerir uma possível subjetividade acerca de sua biografia com a objetividade e a poética do seu contexto histórico.

ERRATA: A princípio, noticiamos erradamente que a estreia do espetáculo acontece na sexta-feira, dia 14. O correto é sábado, dia 14.

PUBLICIDADE