‘Chaplin, o Musical’ faz quatro apresentações no Teatro Riachuelo Rio

Do Rio Encena

Jarbas Homem de Mello encarna o personagem-título Fotos: Divulgação

Depois de uma temporada bem sucedida em São Paulo, onde estreou, “Chaplin, o Musical” está a caminho do Rio de Janeiro. Adaptada por Miguel Falabella e com Jarbas Homem de Mello no papel do ícone londrino que brilhou no cinema mudo norte-americano, a versão brasileira do original dos Estados Unidos faz somente quatro apresentações na capital fluminense: sexta (05/10) às 20h, sábado (06) às 16h e às 20h e domingo (07) 17h. Confira o serviço completo no fim da página.

Charles Spencer Chaplin (1889-1977) foi ator, diretor, produtor, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico. No espetáculo,  além destes múltiplos talentos, serão retratadas também passagens da vida pessoal do astro, entre seus 13 e 82 anos.

— O desafio aqui é conseguir fazer essa curva dramática porque é a história de um homem contada com diversos timbres de voz, gestuais, com a coluna mais ereta, mais curvada… E conseguir fazer isso de uma maneira verdadeira e crível para que o público consiga embarcar nessa história comigo – explica Jarbas, que ainda em outubro, segue com o musical para sessões também Paulínia (SP), Belo Horizonte e Porto Alegre.

Paulo Goulart Filho (E) e Juan alba (D) contracenam com o protagonista Jarbas Homem de Mello

Ganhador dos prêmios Cenym (Melhor Musical) e Bibi Ferreira (Cenografia), “Chaplin”, que é produzido por Claudia Raia, casada com Jarbas, e Sandro Chaim, tem ares de mega produção. Ao todo, são cerca de 90 profissionais envolvidos (sem contar os atores), 120 figurinos, 32 perucas, bengalas vindas de Londres, do mesmo tipo que o próprio Chaplin usava, cenário com réplicas de peças e objetos de antiquários de São Paulo etc.

Já o elenco conta com 23 artistas, inclusive, alguns já bem tarimbados no circuito de teatro musical. Juan Alba vive Sidney Chaplin, irmão e melhor amigo de Charlie; Paulo Gourlat Filho faz Mack Sennett, responsável pela estreia do ator do clássico “O Vagabundo” (1915)no cinema; Myra Ruiz é Oona O’Neil, quarta e última esposa do protagonista; Helga Nemeczyk interpreta Hedda Hooper, colunista e crítica ferrenha do artista.

SERVIÇO

Local: Teatro Riachuelo Rio
Endereço: Rua do Passeio, 38 – Centro.
Telefone: (21) 2533-8799
Sessões: Sexta às 20h; sábado às 16h e às 20h; domingo às 17h
Período: 05/10 a 07/10
Elenco: Jarbas Homem de Mello, Helga Nemeczyk , Juan Alba, Paulo Goulart Filho, Myra Ruiz e grande elenco
Direção: Mariano Detry
Texto: Miguel Falabella (adaptação)
Classificação: Livre
Entrada: Balcão: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) | Plateia: R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia) | Balcão Nobre: ESGOTADO | Plateia VIP: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia)
Funcionamento da bilheteria: Terça a sábado entre 12h e 20h; domingo e feriados entre 12h e 19h; em dias de espetáculo, até 1 hora após o início
Gênero: Musical
Duração: 160 minutos
Capacidade: 1.000 lugares

* Segundo informações do teatro e/ou da produção do espetáculo

PUBLICIDADE