Casa de Baco regulariza situação, mas ainda não reabre; interdição se deu por falta de laudo dos Bombeiros

Do Rio Encena

A Casa de Baco deve reabrir oficialmente no próximo dia 14 de novembro Foto: Luiz Maurício Monteiro

Depois de comunicar em sua página oficial no Facebook que havia sofrido um processo de interdição por parte da Prefeitura do Rio de Janeiro na última terça-feira (24), a Casa de Baco utilizou o mesmo canal para anunciar que já regularizou sua situação. No entanto, citando a “morosidade do serviço burocrático do país”, o estabelecimento ressalta que só vai retomar suas atividades no dia 14 de novembro. As atrações que estavam marcadas para o período antes dessa data serão reagendadas, com os novos horários sendo divulgados em seguida.

Procurada pelo RIO ENCENA nesta quarta (26), Alice Steinbruck, proprietária do centro cultural situado na Rua da Lapa, evitou entrar em detalhes, inclusive sobre o motivo da interdição. Em contato com a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), nossa reportagem apurou que a Casa de Baco teve suas atividades suspensas temporariamente por não portar uma autorização do Corpo de Bombeiros. Ainda de acordo com o órgão, o estabelecimento vinha operando, de forma irregular, com alvará de escritório.

No último mês de setembro, a Casa de Baco, inaugurada em abril deste ano como um espaço alternativo para produções teatrais, já havia regularizado outra questão com a prefeitura. O local precisou passar por uma reforma no isolamento acústico, já que o som das atrações – principalmente shows – estaria incomodando vizinhos próximos.

PUBLICIDADE