‘Bonifácio Bilhões’: Flávia Monteiro fala sobre comédia em cartaz no Teatro Vannucci e saudades dos palcos cariocas

Luiz Maurício Monteiro

Está em cartaz no Teatro Vannucci, na Gávea, a comédia “Bonifácio Bilhões”, uma remontagem da versão original, encenada pela primeira vez em 1975 pelos atores Lima Duarte, Armando Bógus e Hildegard Angel. Agora, com direção de Marcus Alvisi e um elenco formado por João Camargo, Fernando Ceylão e Flávia Monteiro, o texto de João Bethencourt (1924-2006) parece super atual, apesar de passados mais de 40 anos, ao criticar com bom humor certos comportamentos sociais.

Em entrevista para o quadro “Quem Encena”, da RIO ENCENA TV (para se inscrever, clique aqui), Flávia, intérprete de Alzira, comentou as diferentes condutas dos outros personagens: enquanto o Bonifácio (João) do título é um homem honesto, que honra sua palavra, o marido dela Valter (Fernando) é mesquinho, individualista, egoísta e não cumpre suas promessas. Para a atriz, o Brasil anda precisando de mais “Bonifácios”.

— O Bonifácio representa essa bondade… E é o que eu acho que a gente precisa neste país de hoje, aliás, nas pessoas de hoje, um pouco de honestidade, de caráter… — clamou.

A carioca Flávia, de 46 anos, muito conhecida do grande público por seus trabalhos na TV – principalmente pela Carolina de “Chiquititas (SBT) – falou também das saudades dos palcos cariocas, onde não atuava há mais de cinco anos. Confira o bate-papo na íntegra no vídeo abaixo:

 

PUBLICIDADE