Amor tem prazo de validade? Em cartaz com ‘E se eu não te Amar Amanhã?’, Luana Piovani opina: ‘Questão de escolha’

Luiz Maurício Monteiro

Assim como produtos numa prateleira de supermercado, as relações amorosas têm data de vencimento? Essa questão é o fio condutor de “E se eu não te Amar Amanhã?”, comédia em cartaz no Teatro do Leblon, com Luana Piovani, Leonardo Medeiros e Marcelo Laham. No palco, o trio encena o texto de Julia Spadaccini que conta a história de um casal recém-separado e convicto de que esta foi a decisão correta. Porém, um amigo próximo, aposta que o matrimônio ainda tem mais lenha para queimar e tenta reaproximá-los. Mas e aí? O amor tem ou não prazo de validade? Em entrevista ao Quem Encena, a sessão de entrevistas por vídeo do RIO ENCENA, Luana disse que saber se chegou a hora de encerrar uma relação ou não é opção de cada um.

Além da protagonista, a atriz interpreta também uma garota de programa transexual contratada pelo marido, que está mais para um delírio dele. Ela, claro, falou sobre a experiência de dar vida a estas duas personagens tão diferentes dentro de uma mesma peça e também do trabalho ao lado de Sandra Werneck, diretora que tem a experiência de 18 filmes no cinema, mas no teatro é estreante. Tudo isso no bate papo abaixo, que você também pode encontrar na Rio Encena TV, nosso canal no Youtube.

PUBLICIDADE