Adaptação de ‘Pedro e o Lobo’ realiza curtíssima temporada no Imperator

Do Rio Encena

‘Pedro e o Lobo’ é baseado no original de 1936 Foto: Divulgação

Uma fábula que trata de forma bem humorada e musical a relação das crianças com o mundo. A adaptação de “Pedro e o Lobo”, escrita por Daniel Porto, livremente inspirada no original de 1936 do russo Serguei Prokofiev, faz uma curta temporada no Imperator – Centro Cultural João Nogueira, no Méier. A peça entre em cartaz neste sábado (12), 16h, e fica até o próximo dia 27, com sessões também aos domingos, no mesmo horário. A entrada custa a partir de R$ 15 (meia).

Com direção de Tom Pires, a montagem é protagonizada por Pedro, um jovem pastor de ovelhas responsável por tomar conta de um rebanho perto de um vilarejo. Entediado com sua rotina e a fim de se livrar dela, o rapaz clama sua mãe todos os dias com gritos desesperados, em uma tentativa de chamar a atenção. Certo dia, um lobo aparece, e Pedro volta a gritar, mas agora sua mãe não acredita mais.

Metáfora das relações atuais, “Pedro e o Lobo” tem um estilo que envolve o público infantil, transformando o cenário de calmaria em ação e sugerindo a pais e filhos uma nova forma de diálogo.

Uma produção da Cineteatro –  que já fez adaptações de outros clássicos como “João e Maria” e “O Gato de Botas” -, o espetáculo tem no palco 20 ovelhas artesanais e mais uma falante, papel de Alice Maria Paiva, que também faz a mãe de Pedro, este interpretado por Rohan Baruck. Já o Lobo, construído numa versão rock n’ roll, é vivido pelo ator Antônio Carlos Feio.

PUBLICIDADE