‘A Peça ao Lado’ estreia na Sede das Cias fazendo graça e refletindo sobre a atividade teatral

Do Rio Encena

A peça retrata uma cia. de teatro mambembe que trabalho por amor à arte Foto: Elisa Mendes/Divulgação

A comédia “A Peça ao Lado” estreia na Sede das Cias, na Lapa, nesta sexta-feira (04), às 20h, refletindo de forma bem humorada, porém crítica, sobre a atividade teatral. Com texto ácido feito em parceria entre a Cia ao Lado, Victor Lósso e o diretor Delson Antunes, livremente inspirados no italiano Dario Fo (1926-216) e no francês Jean Tardieu (1903-1995), a peça mostra que nem só de estreias VIPs e grandes produções vive o teatro, mas também – e principalmente – do artista que se alimenta do amor à arte.

Na trama, um grupo de atores mambembes se refugia num teatro público a fim de se proteger numa noite chuvosa. Lá, se encantam com o espaço e encontram um acervo de Tardieu. Logo, se animam a realizar algumas encenações com aqueles textos, mas acabam expulsos pelo administrador, que não os reconhece como artistas. Contado desta forma, o espetáculo nada mais é do que um reflexo da classe artística que vive à margem do glamour da profissão, como é o caso de muitos que participaram da própria montagem.

– Estou muito grata a toda a equipe envolvida no projeto, cada um foi se chegando a seu tempo e contribuindo da melhor forma possível. Tudo isso deu muito confiança para todos nós atores, que iniciamos este encontro em um curso de teatro e agora vamos levar o resultado para o público – recorda Valléria Freire, atriz e idealizadora do projeto.

“A Peça ao Lado” é uma mistura de linguagens teatrais. A dramaturgia mistura diversas referências da comédia universal, como a Commediadell’art, o melodrama e a farsa. Além disso, a encenação conta com referências de Clown e Bufão, resultado de pesquisa orientada por Daniela Carmona, e também a parte musical executada ao vivo por Dani Ruhm e Pedro Botafogo.

 

Leia Também