‘A Ordem Natural das Coisas’ estreia no Sesc Copacabana abordando a influência das pessoas nas vidas das outras

Do Rio Encena

João Velho (E), Cirillo Luna e Beatriz Bertu formam o elenco do espetáculo Foto: Dalton Valério/Divulgação

Uma pessoa pode interferir na vida de outra? Até que ponto? E como tal influência pode definir quem é esta outra? A partir destas perguntas, nasceu o espetáculo “A Ordem Natural das Coisas”, que estreia nessa quinta-feira (10), às 21h, no Sesc Copacabana. Inédito, o texto foi escrito por Leonardo Netto – responsável também pela direção – em 2015, quando ele trabalhava com os atores Beatriz Bertu, Cirillo Luna e João Velho na peça “Para os que Estão em Casa” (também de sua autoria) e decidiu criar sua segunda obra de dramaturgia para o trio.

— O quanto a gente tem controle sobre a própria vida e a interferência que o outro pode exercer sobre nós são questões que me motivaram a escrever esse texto — acrescenta Leonardo.

A questão da interferência na vida de terceiros tem como ponto passivo Julio, um publicitário e aspirante a escritor que foi abandonado no dia de seu casamento. Com a guarda baixa, ele entra num processo de influência liderado por Emiliano, seu amigo e irmão da noiva, e Cecília, jovem formada em História da Arte e sua vizinha temporária.

A vida virada do avesso do protagonista é refletida no cenário de Elsa Romero. O que se vê, são caixas de presentes espalhadas por todos os cantos da casa, além de objetos pessoais da ex-noiva, que se mudaria para lá, mas ainda não apareceu para buscá-los.

PUBLICIDADE