A GRANDE OBRA DE ARTE DA PÓS RECESSÃO

Foto: Divulgação

Local: Teatro Serrador
Endereço: Rua Senador Dantas, Nº 13 – Centro.
Telefone: (21) 2220-5033
Sessões: Quinta a sábado às 19h30
Período: 06/07 a 28/07
Elenco: Dani Carvalho, Éder Montalvão, Edson Santiago, Henrique Trés e Raphael Janeiro
Direção: Raphael Janeiro
Texto: Raphael Janeiro
Classificação: Não informada
Entrada: R$ 40 (inteira); R$ 20 (meia)
Funcionamento da bilheteria: Não informado
Gênero: Drama
Duração: 75 minutos
Capacidade: 276 lugares
Sinopse: O novo espetáculo é dividido em dois atos, estruturados a partir de estilos teatrais característicos. No primeiro, utiliza-se técnicas dramatúrgicas e cênicas da Comédia de Costumes. Diálogos rápidos, divertidos e uma encenação dinâmica, sobrepõem-se ao ambiente desolador e discrepante que serve como pano de fundo. No segundo, utiliza-se técnicas dramatúrgicas e cênicas do teatro do Grand Guignol. A voracidade com a qual se alimentam do corpo da mulher é exacerbada pelo sangue que extravasa o cadáver, tendo órgãos e membros devorados diante da plateia. O primeiro ato compreende a preparação para um jantar, onde será aberta a última lata de ervilha existente na região. É esperada a visita de uma comitiva do governo, vista por César como a esperança de financiamento para o seu projeto artístico. No entanto, ele começa a suspeitar de uma possível traição conjugal, o que gera uma série de discussões e “quiproquós”. O segundo ato tem início com a chegada de Augusto, um representante do governo. Ao descobrir que a lata de ervilha está podre, César, temendo que a ausência de comida comprometa seus planos de financiamento, informa que houve uma alteração no prato principal e serve um corpo humano como refeição. Esta situação absurda é validada pelas idiossincrasias que compõem o ambiente no qual eles vivem. Inicia-se o banquete, durante o qual eles debaterão sobre a obra de arte, realizada por César, que pretendem promover como o grande feito artístico da pós recessão.

* Segundo informações do teatro e/ou da produção do espetáculo

PUBLICIDADE